Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SAÚDE Unidade Lucy Montoro está concluída e espera fazer 5 mil atendimentos mensais Inauguração está prevista para o primeiro semestre deste ano

Publicada em 13/03/2017 às 14:28
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/DS)
As obras da unidade da rede Lucy Montoro de Sorocaba já foram concluídas e, atualmente, estão em fase de recebimento, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde. A pasta ainda estima uma média de cinco mil atendimentos mensais, com cerca de 80 profissionais em atuação.
 
Após a entrega, será providenciada a aquisição e instalação de equipamentos e executado o processo de contratação de uma instituição parceira para gerir a unidade, a Organização Social de Saúde. Logo, a inauguração está prevista para o primeiro semestre deste ano.
 
A Rede de Reabilitação Lucy Montoro tem o objetivo de proporcionar o melhor e mais avançado tratamento de reabilitação para pacientes com deficiências físicas incapacitantes, motoras e sensório-montoras. 
 
Na cidade, o serviço atenderá a pessoas com sequelas de lesões encefálicas como AVC, lesão medular, amputados e dor incapacitante. Médicos fisiatras, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos estarão disponíveis.
 
A Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência frisa que a unidade complementa o excelente trabalho que já é feito no Hospital Regional, e será polo de formação de médicos especialistas em Fisiatria/Reabilitação. A abordagem será multidisciplinar com objetivo bem-definido e por tempo certo para cada paciente, segundo a pasta.
 
O serviço estará disponível na Rua Comendador Pereira Ignácio, mesmo terreno do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), no bairro Vergueiro. A unidade possuirá três pavimentos, que totalizam mais de 2 mil m² de área construída.
 
ATRASO – “A ampliação do prazo de conclusão foi necessária em razão de intercorrências comuns de obras, como a quantidade de chuvas e adequações de projeto, de modo a garantir a necessária qualidade ao empreendimento. Estão sendo investidos cerda de R$ 9,4 milhões”, explica a Secretaria Estadual da Saúde.
 
NO AGUARDO – A pasta ainda destaca que os pacientes da região de Sorocaba não estão desassistidos. Até que a unidade fique pronta para uso, a pasta afirma que as pessoas que necessitam de cuidados oferecidos pela rede são encaminhados para atendimento em serviços municipais, Ambulatórios Médicos de Especialidade (AMEs) de Itu e Itapetininga e, os casos de maior complexidade, para o CHS.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar