Segunda-Feira, 29 de Maio de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< EDUCAÇÃO Município pretende restabelecer tempo integral em todas as creches Prefeitura garante oferecer resposta à Justiça até a próxima quarta-feira (8)

Publicada em 02/03/2017 às 14:33
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/DS)
As Secretarias da Educação e de Recursos Humanos dizem estar trabalhando para restabelecer o tempo integral em todas as creches no menor tempo possível. A medida, segundo a Prefeitura, visa garantir o aprendizado e o bem-estar total das crianças.
 
Há 947 crianças de 33 creches sem atendimento em tempo integral desde 20 de fevereiro. Segundo o Paço, a decisão foi tomada devido à redução da jornada de trabalho de oito para seis horas dos professores, desde 2014. Novos profissionais precisaram ser contratados, aumentando a folha de pagamento.
 
Outro fator decisivo foi a não contratação, pela gestão anterior, dos auxiliares de educação necessários para o funcionamento das unidades em tempo integral. Para solucionar o quadro, é necessária a contratação de 150 auxiliares, a um custo de R$ 4,4 milhões.
 
O juiz Gustavo Scaf de Molon, da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Sorocaba, determinou a suspensão da medida do prefeito José Crespo (DEM) em um prazo de cinco dias, contados a partir do dia 24, por conta da apresentação de documentos no cartório.
 
Por causa do recesso de carnaval, a data-limite ficou para o dia 8, quarta-feira da próxima semana, momento em que a Prefeitura garante oferecer resposta à Justiça. Na liminar, consta que há multa de R$ 500 por dia de descumprimento, até o limite de R$ 200 mil.
 
A Secretaria de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais informa ter reunido todas as informações necessárias para apresentar o planejamento emergencial à Justiça no prazo previsto, para garantir a regularização desse quadro. “Apesar do prazo, a atual gestão vem trabalhando desde o dia 2 de janeiro para corrigir o problema deixado pelo governo anterior”, esclarece em nota.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar