Terça-Feira, 25 de Abril de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Autor de colisão que matou músico em 2013 vai a júri nesta terça-feira Pai da vítima espera condenação com pena máxima

Publicada em 21/02/2017 às 15:05
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Fernando Rezende)
O acidente de carro que matou o músico Fausto Pará Filho em 1° de novembro de 2013 levará Romualdo Fernando Siqueira Spinoza, autor do homicídio doloso, a julgamento nesta terça-feira (21), às 9 horas, no Fórum Cível e Criminal, no Alto da Boa Vista.
 
Um júri popular estará presente para julgar Spinoza, que dirigia a 135 quilômetros por hora na Avenida Antônio Carlos Comitre, no Parque Campolim, quando atingiu o carro do músico, de 21 anos na época.
 
“A minha expectativa é de que o indivíduo seja condenado à pena máxima”, declara Fausto Pará, pai da vítima. “Meu filho não teve nenhuma chance de defesa; é algo que realmente não pode ficar impune.”
 
Às 8 horas, antes do início do julgamento, amigos e familiares de Fausto farão uma manifestação em frente ao Fórum para lembrar a vida do músico. “A gente tem tido muita solidariedade”, conta o pai. Agora, a espera é pelo breve alívio que a condenação de Spinoza pode proporcionar. “Estamos depositando confiança na Justiça”, afirma.
 
CASO – Em 2013, enquanto Spinoza fugia da polícia por ter abastecido em um posto de gasolina e não ter pagado os R$ 56, ele colidiu com o carro de Fausto a 135 quilômetros por hora, quase cinco vezes acima do limite de velocidade da via.
 
O músico morreu na hora e Spinoza foi preso em flagrante e encaminhado à cadeia pública de Pilar do Sul. O julgamento chegara a ser marcado para 8 de novembro de 2016, mas não ocorreu; pois o acusado apresentou atestado médico afirmando estar com conjuntivite.
 
Pará e a mulher, Marta, fizeram campanhas de conscientização no trânsito após a morte do filho, com a frase “Trânsito seguro: somos todos responsáveis”.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar