Sábado, 27 de Maio de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Sorocaba teve uma vítima estuprada a cada dois dias em 2016

Publicada em 29/01/2017 às 08:35
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Sorocaba teve 184 casos de estupro no ano passado; uma vítima a cada quase dois dias. Os dados superam os de 2015, que tiveram 164 registros. Em 2011, eram 179 crimes de estupro na cidade. Há 10 anos, os casos estavam no número de 74 violências. Em todo o Estado de São Paulo, os estupros aumentaram. O cresceu 6,72% de janeiro a dezembro, passando de 9.265 para 9.888, com 623 a mais. No último mês do ano, a alta foi de 10,10% – de 723 para 796 casos, com um acréscimo de 73 registros.
 
Na Capital paulista, o número aumentou 10,16% de janeiro a dezembro de 2016, passando de 2.087 para 2.299, com 212 a mais. No último mês do ano, a alta foi de 16,88%, ou seja, de 160 para 187 casos, com um acréscimo de 27 registros. 
 
Já na grande SP, os estupros caíram 0,29% no ano, passando de 1.703 registros em 2015 para 1.698 em 2016, isto é, foram cinco casos a menos no ano passado. Em dezembro, houve recuo de 4,44% deste indicador de criminalidade. No mês passado foram contabilizadas 129 casos, ante 135 em dezembro de 2015. 
 
Nas cidades do interior, os estupros cresceram 7,60% no ano, passando de 5.475 registros em 2015 para 5.891 em 2016, ou seja, 416 casos a mais no ano passado. As informações são da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo - SSP.
 
DDM - A unidade policial responsável por investigar violência, de qualquer natureza, contra as mulheres em Sorocaba, é a Delegacia da Defesa da Mulher - DDM, localizada na Rua Caracas, 846, Parque Campolim, perto da pista de caminhada do bairro. Os telefones da unidade são (15) 3234-3656 e (15) 3232-1417. A delegada Ana Luiza Salomone é responsável por atender a casos que envolvam violência praticada contra mulheres.
 
 
O estupro na realidade brasileira
 
Com base em dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA, uma pesquisa estima que no mínimo 527 mil pessoas são estupradas por ano no Brasil e que, destes casos, apenas 10% chegam ao conhecimento da polícia. O “perfil” das pessoas que mais sofrem abuso sexual no País é de menina, de até 13 anos, e cor preta ou parda. 
 
São os dados levantados pelo Ipea em 2011, que aprofundam as estatísticas desse crime hediondo no Brasil, e o recorte de cinco anos atrás mostra o seguinte: 70% das vítimas de estupro no Brasil são crianças e adolescentes; 88,5% são meninas, mais da metade tinha menos de 13 anos de idade; e 51% eram de cor preta ou parda. 
 
As informações ainda mostram que 24,1% dos abusadores são pais ou padrastos das vítimas, e 32,2% são amigos ou conhecidos. De acordo com o Ipea, 70% dos estupradores são parentes, namorados, amigos ou conhecidos das vítimas.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar