Sábado, 18 de Novembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Jornal e rádios são fechados pelos federais

Publicada em 27/01/2017 às 07:02
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O jornal "Diário de Marília" e duas rádios ligadas à Central Marília de Notícias (CMN) foram fechados pela Polícia Federal na quarta-feira (25), sob suspeita de ter como donos ocultos políticos da região. A edição impressa do jornal não circulou na quarta e a edição online ficou fora do ar. Outros sites da empresa foram deletados e as rádios Diário FM e Dirceu AM tiveram os microfones lacrados.
 
Segundo a Polícia Federal, havia uma determinação do Tribunal Regional Federal da 3ª Região para a suspensão integral das atividades do grupo econômico de comunicação, com atuação considerada irregular. Além das buscas nas sedes do jornal e das rádios, foi cumprido um mandado de prisão preventiva. Não foi divulgado o nome do dono da empresa.
 
A ação integra a segunda fase da "Operação Miragem", que investiga crimes como associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso, desenvolvimento clandestino de atividade de telecomunicação, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. 
 
Em nota, a direção do grupo disse que prepara recurso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que “não há nenhuma irregularidade na empresa, considera a ação arbitrária, violenta e desnecessária e fatos e ações com fundo eminentemente políticos”. Também informou que a empresa tem 100 funcionários, e está tomando as providências para restabelecer as atividades. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar