Sexta-Feira, 20 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< POLÍCIA Perigos do cerol aumentam nas férias escolares

Publicada em 24/01/2017 às 06:53
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Agentes da Guarda Civil Municipal apreenderam várias pipas e carretéis de linha com cerol no Parque “Maestro Nilson Lombardi”, localizado na confluência das avenidas Américo Figueiredo e Elias Maluf, no Jardim Ipiranga, no fim de semana. 
 
Uma equipe da Patrulha Comunitária, em ronda pelo parque, flagrou adolescentes soltando pipas. Vendo a viatura se aproximando, os menores saíram correndo para fugir, deixando pelo caminho carretéis de linha com cerol e pipas. Um dos menores infratores foi abordado e orientado da proibição do uso de cerol baseado na legislação municipal, e ainda sobre o risco oferecido principalmente aos motociclistas. A mãe dele foi cientificada da proibição (Lei 8471/08), sendo elaborado um Auto de Fiscalização para encaminhamento ao setor de fiscalização da Prefeitura de Sorocaba, com multa prevista no valor de R$ 1.761,55, dobrando no caso de reincidência.
 
Foram apreendidas na ação 16 pipas, três carretéis de linha com material cortante do tipo chilena e 11 carretéis de linha com cerol. 
 
A Secretaria de Segurança e Defesa Civil, por meio da GCM, retomou, desde o dia 9 deste mês, a campanha de conscientização e fiscalização quanto ao uso indevido do cortante de pipa. A campanha tem o lema: “Cerol? Corta essa!”.
 
Desde o início da campanha, foram registradas nove ocorrências - um maior de idade e quatro menores de idade detidos; 34 linhas com material cortante; e 28 pipas.
 
Campanhas regulares tentam 
conscientizar crianças e jovens
 
Há campanhas do poder público desde 2008 para orientar sobre os perigos de usar cerol. Os períodos que antecedem as férias escolares e nelas próprias são os mais críticos. As ações constituem em monitoramento intensificado das áreas de maior concentração de crianças e jovens, e orientações e fiscalizações, para conscientizar a população sobre os perigos e o risco do uso do cortante; elas se mantêm até o retorno das aulas. 
 
Mesmo assim, durante todo o ano, a GCM ministra palestras, usa de teatros e animações para tratar do assunto, levando informação às escolas e empresas.
 
A GCM salienta que a brincadeira pode ser alegre e divertida, desde que sejam observadas as seguintes orientações:
 
Nunca utilize material cortante na linha (cerol e linha chilena); solte pipas sempre em locais abertos, longe de fiação elétrica, de vias de grande afluxo de veículos e distante de áreas de pouso e decolagem de aeronaves. Evite, também, os locais altos como lajes e telhados, que oferecem risco de quedas.
 
Os adultos flagrados comercializando, armazenando ou distribuindo cerol ou qualquer outro tipo de material cortante usado para empinar pipas, estão sujeitos à multa de R$ 1.636,52. O valor dobra em caso de reincidência. Quando a infração é praticada por menores de 18 anos, os pais ou responsáveis é quem assumem as consequências, conforme prevê a Lei Municipal 8471/08.
 
APOIO E DENÚNCIA - A GCM solicita aos pais ou responsáveis que orientem seus filhos para que não usem linhas com material cortante, devido ao risco de acidentes graves e até fatais. Denúncias podem ser feitas pelo telefone (15) 3212-9400 e o 199 (Defesa Civil) ou, ainda, pelo site: www.sorocaba.sp.gov.br, no link “Central de Atendimento”, clicando nas opções “Cidadãos”, “Segurança Pública” e “GCM – Guarda Civil Municipal”.
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar