Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< SOROCABA Unidade de comunicação vai atender demandas de futuros moradores do Carandá

Publicada em 20/01/2017 às 07:43
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A preocupação com a informação correta e o esclarecimento de dúvidas aos futuros moradores do Residencial Carandá, na Rodovia Emerenciano Prestes de Barros (Sorocaba-Porto Feliz), levou a Prefeitura a criar uma unidade de comunicação específica para atender a demanda gerada após o adiamento da ocupação. A decisão foi tomada em uma reunião entre os secretários Maurício Campanati (Habitação e Regularização Fundiária), Luiz Alberto Fioravante (Planejamento e Projetos) e Eloy de Oliveira (Comunicação e Eventos), a ouvidora Marina Elaine Pereira e representantes do Sistema Pri, que vinham fazendo a comunicação. "Queremos unificar a comunicação e trazer como porta-vozes todos os atores do processo, o que significa ter a Prefeitura, o Sistema Pri, a Construtora Direcional e também o Banco do Brasil, pois as informações precisam ser exatas e diretas da fonte responsável, para evitar confusões, conflitos e dispersão", esclareceu o titular da Secretaria de Comunicação e Eventos do Município. 
 
O serviço de comunicação unificada vai funcionar inicialmente pelo telefone: (15)3359-3983, pelo 156 e pelo e-mail social.caranda@sistemapri.com.br, mas será ampliado nos próximos dias, com grupos de whatsapp, e por ele podem ser tiradas dúvidas sobre contratos, mudanças e infra-estrutura do Residencial Carandá.
 
O secretário de Habitação e Regularização Fundiária da Prefeitura, Maurício Campanati, afirmou que a unificação da comunicação era uma necessidade porque informações técnicas dependem da construtora e o Sistema Pri não tinha esses detalhes. Assim como informações sobre o financiamento dependem do Banco do Brasil e há outras que deveriam partir de setores específicos da Prefeitura.
Para o secretário Fioravante, com a unificação será possível saber quais são as demandas mais recorrentes e estabelecer respostas mais aprofundadas. "A unificação também evita que o futuro morador fique buscando a mesma informação em vários lugares e se confundindo quando há alguma divergência entre os responsáveis a informar", acrescentou o titular da Secretaria de Planejamento e Projetos.
 
Os representantes do Sistema Pri, Fábio Vokurka (gerente de contratos) e Ana MariaAgi e Izabel Arruda, ambas do atendimento, se comprometeram a discutir com o secretário de Comunicação as respostas sobre assuntos mais polêmicos, para que a resposta possa ser mais clara e objetiva para o futuro morador do conjunto. "Nosso objetivo é garantir a transparência de todas as informações referentes ao Carandá. É um empreendimento muito grande e que envolve quase 20 mil pessoas. Qualquer comunicação nessa situação é fundamental para o sucesso da ocupação", concluiu Campanati.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar