Terça-Feira, 27 de Junho de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< COTIDIANO Verão começa na próxima semana e deve chegar com período chuvoso Em média, deve fazer menos calor que nos últimos dois verões

Publicada em 16/12/2016 às 08:16
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Arquivo DS Fernando Rezende)
Diferente do acostumado, o verão, que começa na próxima quarta-feira (21), às 8h44, será de temperaturas mais amenas e com períodos de muita chuva. Com influência do fenômeno La Niña até meados de fevereiro, a condição da estação mais quente do ano deve ser de neblina e frentes frias. Segundo o meteorologista Alexandre Nascimento, a expectativa é de que as temperaturas estejam dentro da normalidade. A estação termina às 7h29 do dia 20 de março.
 
La Niña é o fenômeno oceânico atmosférico caracterizado pela condição da temperatura da superfície da água do mar abaixo da média, na região do Oceano Pacífico Equatorial. É o oposto do El Niño, que representa o aquecimento da água do mar na mesma região do Pacífico. O ano de 2016 iniciou sob influência muito forte do El Niño e termina com La Niña de fraca intensidade, que deve deixar de existir até março. 
 
De acordo com Nascimento, em anos de La Niña, chove até acima do normal no extremo norte do Brasil durante o verão e a temperatura fica abaixo do normal. Aquele verão de calor intenso não deve ser esperado para o próximo ano, até mesmo na região de Sorocaba. “Não devemos ter muito tempo quente ou aquele calorão dos últimos três verões; no máximo, será uma semana quente e outra mais amena, e está diretamente ligado à chuva.” 
 
O meteorologista ressalta que, apesar de ser anormal para a população o tempo mais ameno nesta época do ano, essa é a temperatura dentro da normalidade para a estação. “Isso se chama normalidade climatológica; por exemplo, no litoral de São Paulo, a média é 28°C para os meses de verão; se a temperatura estiver nesta média, não é uma situação de extremo calor”, explica Nascimento. 
 
Em janeiro, a chuva deve espalhar-se por quase todas as regiões do País. É esperada uma temperatura próxima da normalidade, frentes frias continuam avançando pelo litoral, sem bloqueios, e o ar quente e úmido que vem da Amazônia deve continuar favorecendo a chuva no Sudeste e no Centro-Oeste. Alguns dias quentes podem ser registrados, porém sem longos períodos de extremo calor, como nos anos anteriores. 
 
Já no mês de fevereiro, a chuva fica irregular e o Sol predomina no Sudeste. A expectativa é de um Nordeste mais seco e calor um pouco acima da normalidade. Embora haja previsão de chuva abaixo da média, pancadas devem precipitar-se durante o mês. Em março, a temperatura deve ser próxima ao normal no Sul, Sudeste e Centro-Oeste. O período será chuvoso e de situação mais amena em relação ao ano passado. 
 
Conforme o meteorologista, o verão não deve ser de longos períodos secos nem extremamente quentes. Em média, deve fazer menos calor que nos últimos dois verões. O preço da energia elétrica não deve voltar a subir devido a alterações de bandeiras. A agricultura no País deve ir muito bem, com chuva ao longo do desenvolvimento; produtores terão de ter atenção à grande possibilidade de chuvas intensas na colheita, no Centro-Oeste. 
 
PREVISÃO – Nesta sexta-feira (16), a previsão é de muitas nuvens durante o dia, com aberturas de Sol. A mínima será 16°C e a máxima 26°C; não há previsão de chuva. Neste sábado (17), o dia começa com Sol e aumento de nuvens pela manhã; pancadas de chuva devem vir à tarde e à noite. A temperatura fica entre 17°C e 29°C. No domingo, pode haver uma variação de 19°C e 30°C; o dia também começa com Sol e aumento de nuvens pela manhã.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar