Sexta-Feira, 26 de Maio de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< COTIDIANO Missa em honra da Imaculada marca início de tempos novos à Santa Casa

Publicada em 09/12/2016 às 07:31
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Ás 11 horas desta quinta-feira (8), o arcebispo metropolitano de Sorocaba, dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, presidiu a celebração de missa solene na Capela de Nossa Senhora dos Remédios, anexa à Santa Casa de Misericórdia, no dia em que a Igreja celebrava a Imaculada Conceição de Maria Santíssima – dogma proclamado pelo papa Pio IX nesta mesma data, no ano de 1854. A missa ao mesmo tempo inaugurava tempos novos para a Santa Casa, que com a eleição recente de nova direção para sua centenária Irmandade mantenedora espera por tempos novos em prol da Saúde Pública dos sorocabanos depois de um período de calamitosa gestão, na passagem de seu 213º aniversário de fundação.
 
 A missa teve ainda como concelebrantes o padre Manoel César de Camargo Júnior, titular da Paróquia de Santa Rita de Cássia, de Vila Santana, e coordenador arquidiocesano de Pastoral, e o padre Flávio Jorge Miguel Júnior, reitor do Santuário Arquidiocesano de São Judas Tadeu, do bairro do Central Parque, e agora também integrante do Conselho Administrativo da antiga Irmandade - hoje Associação - da Santa Casa de Sorocaba.  
 
O ato litúrgico foi dos mais participados, contando com a presença do diretor da Santa Casa sob intervenção municipal dr. José Luiz Pimentel, membros do novo Conselho Administrativo da Irmandade, recentemente eleito, e funcionários técnicos e administrativos, bem como membros da Pastoral da Saúde e do Santuário de São Judas Tadeu, em missão na Santa Casa, assumido por ocasião do Ano da Misericórdia.
 
No início da missa, o Arcebispo voltou a ressaltar a importância do Ano Jubilar da Misericórdia, encerrado na Festa de Cristo Rei do Universo a 20 de novembro, quando os católicos foram chamados a exercer esse atributo admirável de Deus, especialmente nos ambientes hospitalares. Daí a importância de também se voltar às raízes e retomar os objetivos e fins da Santa Casa, daí, por outro lado, o retorno por parte da Igreja Católica em Sorocaba na participação do destino da Instituição, a Santa Casa de Misericórdia, situada nos altos da avenida São Paulo.
 
Na qualidade de conselheiro da antiga Irmandade, o padre Flávio apresentou um rápido panorama histórico da Santa Casa, que sempre contou com a participação de personalidades ilustres da cidade, assim como dos bispos e arcebispos que por aquilo passaram e que contribuíram material e espiritualmente para a manutenção de sua estrutura hospitalar.
 
SANTA CASA DE MISERICÓRIA – Como centenas de outras instaladas pelo Brasil afora desde os tempos coloniais, seguindo modelo português de gestão hospitalar e de atenção à saúde, também a Santa Casa de Sorocaba como instituição surgiu a partir da remodelação da Confraria de Caridade Nossa Senhora da Misericórdia, fundada em 15 de agosto de1803 e que era, primeiramente, destinada a enterrar os mortos, visitar os presos e acompanhar os condenados à morte até o local de sua execução. Designada inicialmente a atender a população mais necessitada, com funções como alimentar os famintos, assistir aos enfermos, consolar os tristes e educar os enjeitados, entre outras, mais tarde passou ainda a prestar assistência aos `expostos´ - recém-nascidos abandonados numa roda do antigo Mosteiro de Santa Clara, das Monjas Concepcionistas, na esquina da rua de São Bento com a atual Padre Luiz, para que não se conhecessem os pais. 
 
Ao longo dos anos, algumas atividades deixaram de ocorrer, por conta do contexto social e cultural; outras por conta das dificuldades financeiras e morais, denunciadas pelas autoridades. Neste sentido, o arcebispo dom Eduardo Benes também procedeu ontem à consagração solene da Santa Casa local a Jesus, por intermédio de Nossa Senhora, de tantos títulos - da Misericórdia, da Saúde, dos Remédios, mas sempre Maria Santíssima, a Imaculada Conceição.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar