Sexta-Feira, 3 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< EDITORIAL Respeito, discernimento e espírito patriótico

Publicada em 15/11/2016 às 08:50
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A data de hoje assinala a passagem dos 117 anos da Proclamação da República brasileira, através do gesto do Marechal Deodoro da Fonseca, em 15 de novembro de 1889. Na época, três fatores foram fundamentais para que o Brasil saísse da Monarquia para a República: a crise militar, a questão religiosa e o fim da escravatura. Esses fatores, aliados ao fato de a sociedade brasileira estar desgostosa com o regime monárquico, contribuíram para a concretização da República. Foi a partir desse acontecimento histórico que o Brasil passou a caminhar para o seu lugar de destaque dentro do contexto internacional, mercê ao trabalho de seus governantes, de suas instituições, das autoridades constituídas e dos brasileiros em geral. E essa é uma tarefa que até hoje, apesar de muitas distorções, continua a se materializar em nosso a dia dia, a fim de que o Brasil, com o patriotismo de seus filhos, possa prosseguir alcançando um futuro cada vez mais promissor.                              
 
A exemplo do que ocorre com o Dia da Independência, esta também é uma data das mais importantes, uma vez que se presta à sedimentação de uma consciência cívica. Na verdade, o sentimento cívico não é para ser apenas e tão somente um sentimento qualquer. Ele deve ser aclamado na medida em que todos tenham atitudes de respeito e de grandeza para com a Pátria e os interesses comuns da nacionalidade. 
 
Tanto o processo da Independência como a proclamação da República são datas cívicas que merecem ser comemoradas com intensidade pelos brasileiros, já que são episódios que até hoje ecoam por todos os quadrantes do Brasil e se perpetuam nos corações e nas mentes de toda a nossa gente. Diante do contexto e da amplitude da ideia de que essas datas somos nós que as fazemos, todos devem ter um horizonte de medidas que devem ser vividas diariamente por todas as pessoas.  
 
Dessa forma o Brasil pode ficar mais independente e republicano à proporção que passa a oferecer mais emprego a todos, em que os estudantes se preparam para enfrentar o seu futuro e o futuro da Nação e no qual os governantes e políticos em geral tratem a coisa pública com respeito, discernimento e verdadeiro espírito patriótico. 
 
O mais importante de tudo é que os nossos acontecimentos cívicos não fiquem restritos apenas a um fato histórico. O que se espera é que nessas comemorações elas se perenizem perante toda a população nacional com os deveres de amor à Pátria de cada cidadão brasileiro.                                       
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar