Terça-Feira, 18 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< ESPORTE Treinandor Paulo Roberto vê equilíbrio no grupo do Azulão

Publicada em 04/11/2016 às 06:16
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Jesus Vicente / EC São Bento)
O treinador do São Bento, Paulo Roberto Santos, considera equilibrado o grupo que estará no Paulistão de 2017. O Azulão está na chave C ao lado de Palmeiras, Novorizontino e Santo André. Como no ano anterior, não vai enfrentar os times de seu grupo e jogará contra estes integrantes dos outros três grupos:  Corinthians, São Bernardo, Ituano e Botafogo (grupo A), São Paulo, Red Bull Brasil, Linense e Ferroviária (grupo B) e Santos, Audax, Ponte Preta e Mirassol (grupo D). O Campeonato terá 18 datas e está previsto para começar em 29 de janeiro, com término em 7 de maio.
 
Segundo a fórmula definida ontem, na primeira fase as equipes jogarão contra os times dos outros grupos. Os dois melhores de cada chave classificam-se para as quartas de final, quando começa a fase de mata-mata. A partir das quartas de final, todas as etapas são disputadas em jogos de ida e volta. Para as semifinais, os times serão ranqueados de acordo com a campanha; o de melhor campanha enfrenta o quarto, enquanto os outros dois decidem em ida e volta o outro finalista. A final segue disputada em dois jogos, assim como nos anos anteriores.
 
Para Paulo Roberto, Novorizontino e Santo André são times acostumados ao estadual e vêm fortes. O Palmeiras, que luta pelo título brasileiro de 2016 com Flamengo, Atletico-MG e Santos, com o melhor plantel do País, e um dos melhores treinadores, Cuca, segundo Paulo Roberto, dispensa comentários. “É um grupo forte, mas temos condições de ficar entre os dois que passam para depois pensarmos em ter uma campanha igual ou melhor que a deste ano. Precisamos  trabalhar bem, pois as dificuldades serão grandes”, analisou.
 
O técnico esperava um torneio nos moldes da Série A2 com todos contra todos. “Infelizmente, não será assim e essa mudança não veio. Em compensação, o mata-mata serão dois jogos, ao contrário deste ano, em que tivemos que fazer um só jogo (contra o Santos) e ainda na casa deles.
 
Segundo o vice-presidente, Márcio Dias, a cota do Paulistão de 2017 terá um pequeno reajuste da inflação, mas pouco muda em relação a 2016, pois os clubes seguem com descontos como antidoping, Imposto de Renda, INSS e outros. 
 
“Estamos em busca de patrocinadores anuais, pois teremos um ano cheio – Paulistão, Copa do Brasil e Série C do Brasileiro. Felizmente, temos apoiadores para o Paulistão que estão conosco desde 2013. Está sendo difícil, mas seguimos na luta e precisamos do apoio da cidade”, explicou.
 
O São Bento apresenta-se no dia 21 de novembro com a primeira parte, e a segunda em meados de dezembro. O clube deve anunciar nos próximos dias mais  reforços para o Paulistão. Entre os jogadores já certos, estão o volante Moradei, o lateral-esquerdo Denner, o goleiro Rodrigo Viana, os laterais Valdir e Bebeto, o meia Giovani, o meiocampista Fábio Bahia, o atacante Anderson Cavalo. O clube negocia com o meia Morais e os zagueiros Pitty e João Paulo. Está praticamente fechado com o clube, o zagueiro Régis; outros que voltam é o volante Clébson e o atacante Magrão. 
 
 
Azulão manifesta-se a respeito 
do licenciamento do rival
 
A diretoria do São Bento manifestou nesta semana respeito ao afastamento do rival Atlético Sorocaba das competições. O fato foi noticiado na imprensa regional no dia 31 de outubro. O Galo não deve jogar o Paulista da Série A3. A decisão parte da diretoria do clube que, inicialmente, dá uma pausa em suas atividades esportivas para se reestruturar com base na nova realidade financeira e, posteriormente, retornar ao futebol.
 
Em nome do Esporte Clube São Bento, o presidente, Fernando Martins da Costa Neto, sente muito o ocorrido com o Galo e torce para que dias melhores estejam por vir. “Com certeza é uma grande perda para o esporte da região. Ficamos tristes em saber que o Atlético Sorocaba passa por momentos difíceis e prestamos nossa solidariedade, visto que também já enfrentamos sérios problemas econômicos. Só nos resta torcer para que clube se restabeleça e que grandes duelos entre o Galo e o Azulão possam voltar a acontecer na cidade."
 
GRUPO AGUARDA – O grupo de empresários de Sorocaba aguarda a volta do presidente do Galo, o coreano Dong Mo Shin, para oficializar a proposta de assumir o Atlético Sorocaba no ano de 2017. Segundo explicou o empreendedor “Kedão” Marzukevics Faria, o projeto está em negociação com a diretoria e tem boas chances de ser aprovado. Com isso, o grupo assumiria o futebol do Galo para a Série B do ano que vem. 
 
O Galo havia sido rebaixado à Série A2 do Paulista neste ano e desistiu da Terceira Divisão Estadual, alegando problemas financeiros, segundo decisão do presidente Com isso, o Galo oficialmente será rebaixado para a quarta divisão (Série B). Segundo Kedão Farias, o grupo já teria o respaldo financeiro de vários empresários da cidade para jogar a Série B de 2017. “Nossa meta é resgatar o Atlético Sorocaba, que surgiu em 1993 pelo empresário João Caracante e que depois de algum tempo perdeu a identidade com a cidade. Nossa meta é acima de tudo gerir o futebol do clube com transparência, num contrato de médio a longo prazo, cinco a dez anos, trazendo este Atlético para a comunidade de Sorocaba”, explicou Kedão Farias nesta semana.
 
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar