Sexta-Feira, 3 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< ECONOMIA Mais de 300 beneficiários do INSS passarão por revisão Atualmente, o INSS paga em Sorocaba 7.074 auxílios-doença e 24.997 aposentadorias por invalidez

Publicada em 20/09/2016 às 07:07
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Fernando Rezende)
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já convocou 334 beneficiários de auxílio-doença e aposentadorias por invalidez no município de Sorocaba para terem seu benefício revisado nos termos da Medida Provisória (MP) 739, do governo federal, assinada pelo presidente Michel Temer, ainda no início de sua interinidade em julho. Atualmente, o INSS paga 7.074 auxílios-doença e 24.997 aposentadorias por invalidez em Sorocaba, onde conta com duas agências, no Centro, na rua Dr. Nogueira Martins, e na Zona Norte, no início da avenida Itavuvu. 
 
De acordo com a assessoria de imprensa da Superintendência Regional de São Paulo do INSS, os 334 convocados fazem parte apenas da primeira fase da revisão do beneficio, que vai abranger os beneficiários que têm até 39 anos de idade, recebem auxílio-doença e estão há mais de dois anos sem passar por exame pericial. Em todo o País, mais de 75 mil beneficiários já foram convocados para esta primeira fase. Caso não faça a revisão pericial, o beneficiário pode ser cortado e deixar de receber o auxilio.
 
CONVOCAÇÃO – A convocação para o novo exame pericial está sendo feito via correspondência postal e, após o recebimento da carta, o beneficiário tem até cinco dias úteis para agendar a nova perícia pelo telefone 135, da Previdência Social. Para garantir o recebimento da carta, o INSS recomenda que o beneficiário mantenha seus endereços atualizados junto ao órgão. Essa atualização pode ser feita também pelo número 135 também ou pelo site previdencia.gov.br/ .  A partir de novembro, os terminais eletrônicos dos bancos igualmente vão começar a emitir avisos sobre a convocação pericial.
 
Ao todo, serão convocados em todo o Brasil 530 mil beneficiários de auxílio-doença que receberam o benefício por meio de decisão judicial e não realizaram nenhuma atualização nos últimos dois anos. Em seguida, o governo vai revisar mais de 1,2 milhão de aposentadorias por invalidez, de pessoas com idade inferior a 60 anos. As convocações seguirão critérios como a idade do segurado – da menor para a maior - e o tempo de manutenção do benefício – do maior para o menor. Assim, serão chamados primeiro os segurados mais jovens e que recebem o benefício há mais tempo.
 
SEGURANÇA - Segundo o INSS, a medida dará `segurança´ a esses segurados previdenciários, já que a previsão é de que muitos beneficiários migrem para o regime de aposentadoria por invalidez. Com esse pente-fino, a expectativa do governo é de que entre 15% a 20% dos convocados deixem de receber a quantia média de R$ 1.193,73 por mês. Caso esse número se confirme, a economia pode chegar a R$ 126 milhões por mês para os cofres da Previdência.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar