Sexta-Feira, 5 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< EDUCAÇÃO Unesp estuda a Represa de Itupararanga com ONGs alemãs

Publicada em 11/08/2016 às 06:48
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O projeto de pesquisa intitulado “Organic Carbon cycling in Water Reservoirs of Brazil and Germany: influence of land use and hydrology”, sob as coordenações dos professores André Rosa, diretor do Instituto de Ciências e Tecnologia (ICTS) do Câmpus de Sorocaba da Unesp (Universidade Estadual Paulista), e Kurt Friese do Helmholtz, do Centre for Environmental Research, de Magdeburg da Alemanha,  foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD, em português Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico), no âmbito do Edital Probal. O objetivo do projeto é caracterizar e quantificar fluxos e diferentes formas de carbono no reservatório da Represa de Itupararanga e suas transformações no corpo hídrico, coluna d’agua e sedimentos utilizando análise isotópica, em comparação ao Rappbode Reservatório, o mais importante reservatório de abastecimento de água da Alemanha.
 
Além de recursos para trabalhos de campo e de custeio, o projeto de duração de até quatro anos contemplará para os dois primeiros anos quatro bolsas de doutorado sanduíche e missões de trabalho para os pesquisadores brasileiros na Alemanha. “Neste momento de recursos escassos junto às Agências de fomento, a aprovação desse projeto de cooperação bilateral pela Capes vem em boa hora e possibilitará o desenvolvimento de parte do doutorado de alunos no Exterior, contribuindo para a complementação de suas formações acadêmicas e o estreitamento de interações de nosso grupo de pesquisa com centros de referência no exterior”, informou ontem ao DIÁRIO o professor André Rosa. 
 
Já para a professora Viviane Moschini-Carlos, da Unesp Sorocaba e também colaboradora do projeto, “trata-se de um projeto de grande relevância, pois cada vez mais cresce a importância das pesquisas em reservatórios visando a garantia da preservação de qualidade das águas, as quais são fundamentais para a vida no Planeta”.
 
PESQUISADORES ALEMÃES - Durante o desenvolvimento do projeto, também está prevista a visita dos pesquisadores alemães Kurt Friese e Johannes Barth a Sorocaba para interação com os pesquisadores e alunos do Grupo de Pesquisa e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais da Unesp local. O professor Leandro Cardoso de Morais, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais do ICTS, enfatiza a importância da aprovação do projeto afirmando que “trata-se de uma excelente notícia, pois, além de permitir a qualificação de alunos em estágios no Exterior, irá contribuir significativamente para a internacionalização do Programa e a consequente elevação de seu conceito junto à Capes”. 
 
São ainda pesquisadores colaboradores Marcelo Pompêo (IB-USP) na parte brasileira e o professor Johannes Barth da Friedrich-Alexander, da University Erlangen-Nurnberg, na Alemanha. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar