Sexta-Feira, 5 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< ECONOMIA Comerciantes apostam em boas vendas para o Dia dos Pais Expectativas são de melhores vendas em relação a 2015, apesar da atual crise econômica

Publicada em 19/07/2016 às 05:59
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Fernando Rezende)
Faltando pouco menos de um mês para o Dia dos Pais, a data comemorativa pretende movimentar o comércio mesmo diante da crise econômica que o País enfrenta. Comemorado no segundo domingo de agosto, este ano dia 14, a expectativa de boas vendas é grande entre os lojistas locais, na esperança de que a data possa alavancar seus lucros.
 
Segundo o gerente de uma loja de vestuário do Centro ouvido ontem pelo DIÁRIO, Giovan Marcelino da Silva, é esperada uma melhora de, pelo menos, 10% em um comparativo com o desempenho das vendas nas semanas que antecederam o Dia dos Pais em 2015. “Tem que viver o presente e ver o futuro. Se crescer 10% em meio à crise atual, já está de bom tamanho”, destacou, o6timista, Giovanj Silva, afirmando que os consumidores não deixam de presentear os pais nesta data, mesmo que compre um produto mais em conta. Assim, o Dia dos Pais também gera faturamento significativo a cada ano para o comércio de presentes de um modo geral. “Não chega a ser uma data igual ao Dia das Mães, Natal e final de ano, mas tem um movimento bem expressivo”, asseverou.
 
O comércio de Gionan Silva está entre aqueles que vendem produtos mais populares e, por conseguinte, mais baratos o ano inteiro. E explicou ele que sempre tem uma promoção surpresa. No seu estabelecimento em especial, o que mais sai para presentear no Dia dos Pais são camisetas, camisas e moletons, caso esteja frio na época, lembrando que, aliás, a procura por presentes masculinos já começou, desde a chegada do frio. “Como todos já falam em Dia dos Pais, que está próximo, o movimento aumenta mais ainda”.
 
Por outro lado, mesmo com a procura ainda tímida, em uma loja de artigos esportivos do Centro também o gerente Bruno Gonçalves de Souza confirma que a expectativa de vendas é melhor do que o ano passado realmente. “Felizmente o nosso ramo não foi afetado pelas oscilações econômicas, não teve crise. A gente está com uma expectativa muito boa com o investimento da loja para o Dia dos Pais”, reconhece, contando que a loja passa por reformas e o Dia dos Pais é um bom momento para vender mais: “Com o investimento que a gente está fazendo de montar os espaços dos times, vai ser melhor ainda”. 
 
Segundo Souza ainda, as vendas nesta época do ano não superam dezembro, mas geram bastante faturamento, dizendo esperar vender entre 20% e 30% a mais este ano com a proximidade do Dia dos Pais. “Queremos vender mais, porque hoje tem muito mais produtos do que o ano passado. Vamos ter uma loja melhor em questão de trabalhar e em questão de espaço”, concluiu.
 
Neste segmento, os produtos que mais vendem são acessórios, como caneca, copo e chaveiro, grande parte personalizada de times de futebol, e em relação ao vestuário, camisa dos clubes e shorts saem bastante. “A gente está com um projeto de fazer liquidação, mas não sabemos se vai ser antes ou após o Dia dos Pais. Estamos decidindo ainda”, contou também, acrescentando que a procura por presentes para a data começam no final de julho e crescem no começo de agosto. 
 
ALTERNATIVAS – Para economizar também ao presentear no Dia dos Pais, é necessário pesquisar e comparar. É possível adquirir algo interessante por um valor mais justo, como roupas, acessórios, ferramentas, calçados e até mesmo uma simples lembrancinha para não deixar a data passar em branco. “O consumidor está aprendendo a procurar aquilo que cabe no bolso e não o que se deseja. Saber economizar é uma coisa que a atual geração ainda está engatinhando para aprender”, afirma o empresário e criador do site “Dica de Preço”, Leonídio de Oliveira Filho.
 
Graças à Internet, agora é possível também realizar buscas por um determinado produto e ter acesso aos mais variados preços e variações de valores ao longo dos dias ou meses, facilitando para o consumidor entender e saber a real economia que está fazendo. Essas ferramentas auxiliam na hora de decidir se leva ou não o produto.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar