Terça-Feira, 18 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Cidade é a segunda no Estado com mais formalização de MEIs Ranking corresponde a municípios com população média de 600 mil habitantes

Publicada em 07/07/2016 às 06:14
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Divulgação)
Sorocaba mantém-se entre as primeiras cidades paulistas em formalização de pequenos empreendedores e trabalhadores individuais por conta própria, os chamados MEIs (Microempreendedores Individuais). Em junho, mais de 423 pessoas foram formalizadas pelo Espaço Empreendedor.
 
Com isso, Sorocaba fica na segunda colocação, entre as cidades com população média de 600 mil habitantes, e a sexta, no ranking geral. Com os números do mês passado, o Espaço Empreendedor fecha o primeiro semestre com 2.448 sorocabanos formalizados.
 
Em números globais, com o desempenho do sexto mês do ano, Sorocaba chega à marca de 25.491 microempreendedores trabalhando legalmente e, comparado com municípios de população semelhante, supera Osasco, Santo André e São José dos Campos. 
 
Já em nível estadual, a cidade fica atrás de São Paulo, Campinas, Guarulhos, São Bernardo do Campo e Ribeirão Preto. Entre as vantagens que o empreendedor formalizado pode contar está a cobertura pela Previdência Social e a prestação de serviços a órgãos públicos.
 
Entre as atividades que mais se formalizaram, a liderança ficou com o setor de promoção de vendas, com 23 novos profissionais. O destaque ficou para o crescimento das atividades de apoio a pacientes em domicílio, com 15 novas formalizações em junho.
 
Durante o mês anterior, foram atendidas no Espaço Empreendedor 750 pessoas em busca de serviços, como formalização, atendimento de declaração de rendimento, alteração cadastral, solicitação de baixa, emissão de nota fiscal eletrônica, entre outros serviços. 
 
Assim, micro e pequenos empresários passam a trabalhar legalmente, constituindo o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), o que permite, além da abertura de uma conta bancária, empréstimos com juros mais acessíveis e emissão de notas fiscais. 
 
PROTEÇÃO – A partir da formalização, também se considera que o empreendedor e sua família ficam protegidos pelos benefícios da Previdência Social – aposentadoria por idade, por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio-reclusão. 
 
Criado pela Prefeitura para facilitar a vida dos pequenos empresários ou trabalhadores individuais por conta própria, o Espaço do Empreendedor é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar