Quarta-Feira, 8 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< ECONOMIA Comerciantes começam a discutir revitalização do Centro

Publicada em 02/06/2016 às 06:20
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(AI/CMS)
Os integrantes da Comissão de Estudos da Câmara Municipal para a revitalização do Centro, os vereadores Jessé Loures (PV), presidente; José Antônio Caldini Crespo (DEM), relator, e Luís Santos (Pros), participaram de três reuniões, na manhã desta quarta-feira (1º), com representantes do comércio desta região para definir as próximas ações. Os encontros foram com os empresários José Alberto Cépil, presidente da Associação Comercial; Fernando Soranz, presidente do Sindicato Patronal do Comércio Varejista; e André Nogueira, 1º secretário do Sindicato dos Comerciários de Sorocaba, além de vários lojistas. “Estamos ouvindo os representantes do Comércio para verificar as propostas de cada um e verificarmos os mecanismos para chegarmos às melhores soluções, o que inclui também, possivelmente, visitas a municípios como Curitiba (PR) e Santo André (SP), que já revitalizaram seu Centro”, informou o vereador Crespo ao término desses encontros.
 
O trabalho da Comissão de Estudos vai ainda ao encontro das atividades da CPI, proposta pelo líder do DEM, para investigar a regulamentação de ambulantes.“O principal entrave para a definição das normas referentes ao trabalho dos ambulantes (definidas na lei municipal 10.985, de 29 de outubro de 2014), com mais ênfase no Centro, é encontrar o local para a atividade que não atrapalhe o comércio formal”, disse Crespo. Como integra tanto a Comissão de Estudos para a Revitalização do Centro, quanto a CPI dos Ambulantes, ele acredita que a solução para um problema ajudará na solução do outro e vice-versa, “mesmo porque os dois casos dependem de ação da Prefeitura”.
 
TRABALHO DA CPI - Criada em 12 de maio, a CPI dos Ambulantes ficou suspensa até o dia 31 para dar tempo que o prefeito Antônio Carlos Pannunzio (PSDB) regulamentasse a lei 10.985, como ele havia prometido por meio de nota divulgada à imprensa, mas não o fez ainda. Em função dessa indefinição, que começou já na sanção da lei há dois anos e que persiste, segundo José Crespo, a Câmara decidiu retomar a CPI nesta quarta-feira também. O primeiro passo será escolher presidente e relator. Depois, haverá a convocação dos secretários que respondem pelo setor. “Demos um voto de confiança para o prefeito, na pessoa de seu secretário de Governo e Segurança Comunitária, João Leandro da Costa Filho, que fez a promessa pela imprensa da regulamentação, mas ele não honrou o nosso crédito”, concluiu o líder do DEM.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar