Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Desfile marca encerramento da 49ª Semana do Tropeiro

Publicada em 30/05/2016 às 15:06
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Emerson Ferraz/Secom)
Na manhã deste domingo (29), cerca de 500 cavaleiros cruzaram as ruas de Sorocaba para o tradicional desfile de encerramento da 49ª Semana do Tropeiro. Depois de pousar no Rancho do Cordeiro e se agrupar no Parque das Aguas, às 8h, a comitiva passou por vias como Padre Madureira, Souza Pereira, Álvaro Soares, Francisco Scarpa, Afonso Vergueiro e General Carneiro, exibindo as montarias, charretes, berrantes e chapéus.
 
Ao transitar pela Avenida São Paulo, os homens receberam a segunda benção do final de semana, dada pelo diácono Toninho, da Paróquia Santo Antônio. A ação aconteceu na frente do Monumento ao Tropeiro e atraiu moradores de todas as regiões da cidade.
 
Foi o caso de Cleonice Amaral, que está há apenas 8 meses em Sorocaba e veio do Parque São Bento acompanhar o desfile pela primeira vez. “Eu li na internet sobre o tema e vim assistir. É uma tradição que não pode morrer, pois lembrar as raízes e valorizar a cultura é algo muito importante”, opina.
 
A Secretária da Cultura, Jaqueline Gomes, participou da solenidade representando o Prefeito Antonio Carlos Pannunzio. Após a bênção, a titular da pasta responsável pela Semana do Tropeiro destacou a relevância do acontecimento para a preservação da história de Sorocaba. “A gente se impressiona com a quantidade de comitivas engajadas a essa cultura. O tropeirismo não diminui com o passar do tempo e podemos notar isso a partir desta realização, que mantém a tradição. Vemos famílias participando, outras assistindo, com os pais mostrando parte da história da cidade para os filhos. Isso é fundamental”, destaca.
 
As festividades da Semana do Tropeiro, dentro do município, começaram no sábado (28), após um grupo de cavaleiros ter percorrido 400 quilômetros de estrada, em 11 dias, reconstituindo a Rota Sul do Caminho das Tropas.
 
O tropeirismo começou por volta de 1733, com o português Cristóvão Pereira de Abreu, que abriu estrada ligando Curitiba a Sorocaba, conduzindo mulas e gado. Contudo, foi a partir de 1750, com o Registro de Animais ao lado da ponte sobre o Rio Sorocaba, que se tornou sistemática a passagem de tropas xucras ou arreadas pela cidade. Em consequência, teve início a realização das Feiras de Muares que, em geral, durava dois meses. Terminou por volta de 1897, quando se realizou a última feira em Sorocaba. Os anos de 1750 a 1850 são vistos como a fase áurea do movimento tropeiro.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar