Terça-Feira, 18 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Programa de Despoluição deve ser concluído até fim de 2016

Publicada em 14/05/2016 às 22:56
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Divulgação)
O Programa de Despoluição do Rio Sorocaba deve ser concluído até o fim deste ano, prevê o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), com o término das duas obras restantes das intervenções previstas, que são a Estação de Tratamento de Esgoto Aparecidinha e o coletor-tronco do Ribeirão Pirajibu. 
 
Os projetos começaram a ser desenvolvidos a partir de 1997, pela Prefeitura, mas, por conta de abandono das duas obras pela empresa inicialmente vencedora das licitações, tiveram atraso em seu cronograma de execução.
 
Assim, houve processos de rescisões contratuais e produção de inventários, para que fosse possível definir o que realmente já havia sido executado e o que faltava para a conclusão. Em seguida, novas licitações foram feitas, cujas empresas vencedoras retomaram os trabalhos. 
 
Na Estação de Tratamento de Esgoto Aparecidinha, as intervenções abrangem toda a estação, onde as instalações e equipamentos já existentes passam por revisões e adequações, ao mesmo tempo em que componentes e mecanismos que faltavam estão sendo instalados. 
 
O trabalho inclui a estação elevatória (bombeamento) de esgoto bruto, grande rotativa e desarenador com raspador e rosca transportadora de sólidos, reatores anaeróbios, filtros biológicos e sistema de aeração, decantadores, estação elevatória de recirculação de lodo, entre outras partes. 
 
Nas obras do coletor-tronco do Ribeirão Pirajibu, o prefeito Antônio Carlos Pannunzio (PSDB) e o diretor-geral do Saae, Rodrigo Maldonado, constataram na semana passada que, dos 11 mil metros de tubulações de concreto armado previstos, de 500 a 800 milímetros de diâmetro, restam 1,4 mil metros. 
 
O coletor-tronco do Pirajibu começa na Avenida Conde Zeppelin, em frente à Estação de Tratamento de Água do Éden, e vai margeando todo o ribeirão, seguindo a várzea e passando por áreas particulares e loteamentos, até chegar ao Rio Sorocaba, na região do Parque Vitória Régia. 
 
Agora, as obras ocorrem nos trechos mais complexos, sem abertura de valas, por um equipamento chamado Shield (tatuzão), que faz a perfuração subterrânea e crava os tubos simultaneamente, uma vez que se trata de etapa em que o coletor-tronco passa sob o rio Sorocaba e avenidas. 
 
O coletor-tronco do Ribeirão Pirajibu vai captar todo o esgoto gerado pela população residente nas regiões dos bairros do Éden e Cajuru do Sul, direcionando toda essa carga para a Estação de Tratamento de Esgoto S-2.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar