Domingo, 17 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< SAÚDE Ações de combate ao Aedes prosseguem de forma ininterrupta

Publicada em 26/04/2016 às 06:43
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

As visitas de casa em casa para orientação da população, bem como de nebulização em imóveis em Sorocaba, ocorrem de forma ininterrupta no Município, por meio de ações promovidas pela Divisão de Zoonoses da Secretaria da Saúde da Prefeitura, como forma de combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e das febres chikungunya e zika. “As ações vão prosseguir o ano todo, independentemente do número de casos registrados, que este ano está muito baixo, em relação ao identificado no ano passado”, informou ontem o biólogo João Ricardo Pereira Ennser, da Divisão de Zoonoses. 
 
Conforme último boletim epidemiológico, Sorocaba contabiliza, de julho de 2015 a 10 de abri, 251 casos de dengue, contra 48.053 no mesmo período, mas relativo a 2014-2015. Nesta semana, de 25 a 29 de abril, as visitas domiciliares estão programadas para ocorrer no Jardim Betânia, Sorocaba Park, Jardim Saira, Colorau, Jardim Montreal, Vila Progresso e Jardim Gonçalves. Já as nebulizações, com aplicação de inseticida, caso as condições climáticas favoreçam, serão realizadas em residências nos bairros Wanel Ville, Jardim Ipiranga, Vila Barão, Vila Hortência, Vila Jardini e Jardim Maria do Carmo.
 
“A adesão permanente da população, em manter suas casas sem possíveis criadouros de larvas do Aedes, é determinante para evitar o surgimento de novos casos das doenças ligadas a esse mosquito”, enfatiza o biólogo João Ricardo. Só neste ano, de janeiro a abril, durante as vistorias, 334,2 toneladas de inservíveis que poderiam acumular água dentro de imóveis foram removidos pelas equipes da Divisão de Zoonoses da Secretaria da Saúde da Prefeitura.
 
Também com base no último boletim epidemiológico divulgado em 13 de abril, quanto à febre chikungunya, desde julho de 2015 Sorocaba contabiliza 115 casos, todos importados. Referentes à Zika, são sete casos importados. “O Poder Público não vai baixar a guarda contra o mosquito e contamos com a colaboração da população para que continue fazendo a sua parte na prevenção”, finaliza o biólogo. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar