Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< SOROCABA Morre Otto Wey Netto aos 90 anos

Publicada em 26/04/2016 às 06:18
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Divulgação)
Morreu na madrugada desta segunda-feira (25), aos 90 anos de idade, em Sorocaba, o radialista, ex-vereador, ex-secretário da Educação, advogado e escritor, Otto Wey Netto. O velório seguiu até as 16 horas, na Ofebas, no bairro Santa Rosália. Seu corpo foi cremado no Cemitério Memorial Park, localizado no Bairro Júlio de Mesquita Filho.
 
Na manhã de ontem, o prefeito Antônio Carlos Pannunzio decretou luto oficial na cidade de Sorocaba pelo falecimento do sorocabano, que será de um dia, conforme o decreto nº 22.255, assinado pelo chefe do Executivo e publicado no átrio do Palácio dos Tropeiros. O decreto destaca, desta forma, a importância de Wey Netto: “Cidadão Emérito, com múltiplas e valiosas contribuições prestadas a este Município nos campos do Serviço Público, da Educação, do Esporte, da Comunicação e do Civismo”.
 
O presidente da Câmara, vereador José Francisco Martinez (PSDB), lamentou a morte. “Como cidadão e homem público, Wey Neto deixa uma obra marcante em Sorocaba, tanto em livros sobre o esporte e a memória da cidade quanto à frente das muitas instituições que ajudou a fundar”, afirmou citando como exemplos a ACM (Associação Cristã de Moços), Fundec, Apae, Ofebas e o Banco de Olhos de Sorocaba.
 
“Além disso, Wey Netto foi vereador da Câmara Municipal de Sorocaba por duas legislaturas, de 1952 a 1959, destacando-se por sua preocupação com a melhoria do município.” Martinez salientou, ainda, que o sorocabano é um exemplo para novas gerações. “Seu dinamismo, sua lucidez e seu amor por Sorocaba merecem ser lembrados sempre pelas novas gerações”, afirmou. 
 
Para a presidente da Associação Sorocabana de Imprensa (ASI), Ângela Fiorenzo, que o conheceu como diretor da Escola Municipal “Getúlio Vargas”, Wey Netto é alguém que deixa saudade. “Cumpriu seu papel da maneira a se tornar um orgulho e um exemplo; alguém a quem Sorocaba tem muito a agradecer, bem como todos aqueles que tiveram o privilégio de sua convivência e ensinamentos.”
 
Ângela destaca que o sorocabano era um homem de visão e empreendedor. “Um dos grandes nomes que marcou a história de Sorocaba em diferentes segmentos, destacando-se em todos por sua atuação, que transpôs os limites esperados. Em tudo Otto Wey Netto foi além: na Educação como professor; no Esporte como incentivador e escritor; na Filantropia como fundador e participante de várias entidades socioeducativas e culturais”, disse. 
 
Ela finalizou dizendo que Wey Netto deixou como influência, na área política, o exemplo de dedicação, entusiasmo e realizador. “Para ele não bastava o sonho. Buscava o resultado e a excelência em tudo o que fazia”, afirmou.
 
Otto Wey Netto recebeu o Título de Cidadão Emérito da Câmara Municipal, por meio do Decreto Legislativo nº 630, no dia 10 de fevereiro de 2004, e a Medalha do Mérito Esportivo, em 10 de agosto de 2015, por iniciativa do vereador José Crespo (DEM).
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar