Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< EDUCAÇÃO Pais ficam irritados com Oficina do Saber fechada

Publicada em 14/04/2016 às 07:30
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Fernando Rezende)
Fechada desde o ano passado, a Oficina do Saber do Jardim Montreal, que atendia a crianças da EM “Maria de Lourdes Martins Martinez”, é alvo de reclamações de pais de alunos que, sem a unidade, não têm com quem deixar os filhos. 
 
Segundo o encarregado de segurança, Reinaldo Acêncio, a promessa do retorno da unidade, que atende ao chamado Ciclo I do Ensino Fundamental, foi assegurada pelo secretário de Governo, João Leandro da Costa Filho, e pelo secretário de Educação, Flaviano Agostinho de lima, no início do ano.  
 
Para ele, o fechamento do Centro de Educação de horário integral é prejudicial ao pais, que, muitas vezes, têm de deixar o emprego para cuidar dos filhos, fora as próprias crianças, que deixam de se desenvolver com as atividades da unidade. 
 
“Perdem as mães, perdem as crianças e a cidade fica engessada porque o resultado é isso aqui, um portão fechado e uma mãe que poderia ter seus filhos em um ensino, em que estaria sendo lapidado para um futuro melhor”, afirma Acêncio. 
 
Ele reclama e classifica o fato de descaso da Prefeitura, que reflete principalmente na vida dos pais que moram em bairros próximos, como o Jardim Torino e Santa Bárbara. “Tem outras Oficinas funcionando, então por que justo a do Montreal vai ser penalizada? Imagina quantas famílias dependem dessa unidade?”  
 
Professora da rede estadual, Michele Gonçalves de Oliveira relata que teve de diminuir o número de aulas que dá diariamente para se adequar à realidade dos filhos, que, sem a Oficina, deixam a escola por volta das 11 horas. 
 
“Quando a gente refez a matrícula, a proposta era de que nossos filhos estariam até as 15 horas na escola. A gente programa-se para fazer “x” coisa e daí chega a hora de ter a Oficina e não tem”, reclama Michele. 
 
Mãe de Ana Cecília, 10 anos, e Beatriz, de 8, a professora conta que, sem poder deixá-las na escola, pode lecionar apenas pela manhã. “Tenho de intercalar duas pessoas para pagarem elas porque saiu às 12h20 e não 11h20, que é quando elas saem.” 
 
Pai de Maria Eduarda, 7 anos, o autônomo Paulo Pirani salienta que sua filha gostava das atividades da Oficina do Saber e que, agora, sente falta da unidade, que, desativada, segundo ele, mostra descaso com o dinheiro público.  
 
“Gastaram um dinheirão para fazer isso aqui, incentivaram todo mundo para colocar os filhos e agora fica parado?”, questiona o autônomo, temendo que o prédio seja assaltado caso não receba cuidados da Prefeitura.  
 
RESPOSTA - Por meio de nota, a Secretaria da Educação (Sedu), afirma que a unidade do Jardim Montreal não entrou em funcionamento neste ano por falta de professores para atuar junto aos alunos. Segundo a pasta, não há previsão para que a Oficina do Saber do bairro volte a funcionar. "A pasta trabalha em uma reorganização para o melhor atendimento aos alunos", diz trecho da nota. 
 
Segundo a Sedu, há mais três unidades da Oficina do Saber fechadas enquanto outras 21 seguem em pleno funcionamento, atendendo um total de 5255 crianças.
 
<Reportagem atualizada às 10h14 para inserção de nota da Secretaria da Educação> 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar