Terça-Feira, 18 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍTICA Relator do impeachment diz que será herói para uns e vilão e golpista para outro

Publicada em 06/04/2016 às 16:48
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Agência Brasil)
O relator do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, Jovair Arantes (PTB-GO), disse, ao iniciar a leitura de seu parecer, que, ao final do leitura do documento, será visto como herói, por uns e como vilão e golpista por outros.
 
"É com sentimento de grande respeito responsabilidade que encarei o desafio de ser o relator dessa comissão. O presente trabalho certamente despertará as emoções de cada cidadão brasileiro, as piores e as melhores. A missão nao foi fácil, alguns me chamarão herói, alguns vão me chamar de vilão e golpista. Esse rótulos, contudo, não me preocupam. O meu maior cuidado foi o de realizar um trabalho imparcial, com a consciência tranquila e em respeito ao povo de Goiás e do Brasil”, disse ele em uma breve introdução de seu parecer.
 
Ainda no início da leitura, a sessão foi interrompida pelo presidente da comissão, deputado Rogério Rosso (PSD-DF), atendendo o pedido dos parlamentares que queriam ter em mãos o relatório impresso.
 
 
Com 48 deputados e seis senadores,
PP apoiará  Dilma, diz Ciro Nogueira
 
O presidente do Partido Progressista, senador Ciro Nogueira (PP-PI), anunciou hoje (6) que o partido permanecerá na base de apoio ao governo da presidente Dilma Rousseff, pelo menos, até a conclusão do processo na Câmara dos Deputados. O PP tem hoje 54 parlamentares: 48 deputados e seis senadores em exercício. Há ainda três deputados licenciados.
 
O partido tinha nesta quarta-feira uma reunião do Diretório Nacional para decidir sobre a permanência no governo, mas, segundo Ciro Nogueira, os próprios parlamentares que pediram o encontro, desistiram da ideia. “Existia um documento assinado por 24 senadores e deputados pedindo o rompimento com o governo. Essa reunião estava marcada para as 14h, mas quando fizemos um levantamento preliminar dos 57 votantes mais de 40 queriam a permanecia do partido na base”, disse o senador com o documento que pede o cancelamento da reunião nas mãos.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar