Terça-Feira, 7 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Alckmin propõe inserir Itapetininga na RMS

Publicada em 10/03/2016 às 11:18
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O governador Geraldo Alckmin enviou, nesta quarta-feira (9), o Projeto de Lei Complementar que propõe a integração oficial do município de Itapetininga à Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). O Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba já havia deliberado, no final do ano passado, por unanimidade, a inclusão de Itapetininga à RM Sorocaba. Depois disso, a Emplasa elaborou estudos que confirmaram a necessidade dessa inserção, em conformidade com as regras do artigo 6º da Lei Complementar nº 760, de 1º de agosto de 1994.
 
O trâmite agora segue na Assembleia Legislativa de São Paulo, que passa a discutir o projeto. Se aprovado, a Região Metropolitana de Sorocaba será composta por estes 27 municípios: Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itapetininga, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim.
 
A RM Sorocaba destaca-se em âmbito nacional por intensa e diversificada atividade econômica, caracterizada por produção industrial altamente desenvolvida, com predominância dos setores metalmecânico, eletroeletrônico, têxtil e agronegócio (cana de açúcar). A nova região possui 11 municípios localizados no eixo das Rodovias Castello Branco e Raposo Tavares, com economias baseadas em atividades industriais. Destes, cinco apresentam especial relevância para a economia do Estado: Sorocaba, Itu, Salto, Cerquilho e Votorantim. 
 
A RMS é também uma das maiores produtoras agrícolas entre as regiões metropolitanas paulistas, com elevada diversidade. Possui papel relevante na produção estadual de minérios, como cimento, calcário, rocha ornamental, pedra brita, argila, complexos carbonatíticos e tungstênio. Os empregos formais estão concentrados (96,9%) nas atividades urbanas - 36,88% no setor de serviços, 36,08% na indústria e 20,72% no comércio. 
 
A ocupação na construção civil representa 3,22% e na agropecuária representa 3,10% do total. A cidade de Sorocaba se sobressai, com 38,7% dos empregos da região, seguida por Itu, com 11,5%. A RM Sorocaba conta com cinco unidades de conservação, abrangendo 19% do seu território, num total de 1.572 Km², além de áreas municipais e particulares protegidas. A Região de Sorocaba destaca-se no turismo, com muitos circuitos históricos e atividades de ecoturismo. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar