Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Cavaleiro que refaz `Rota dos Tropeiros´ chega sexta à cidade Um cavaleiro e dois cavalos em uma jornada épica e solidária em resgate da tradição

Publicada em 07/02/2016 às 08:15
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Divulgação)
Equipe composta por um cavaleiro - Kleber Ferreira (ex dublê de Beto Carreiro) - e dois cavalos da raça Mangalarga Paulista partiu de Viamão, no interior do Rio Grande do Sul, no dia 6 de novembro do ano passado, percorrendo trilhas e estradas cavalgadas pela famosa `Rota dos Tropeiros´, com chegada prevista na cidade de Sorocaba na próxima sexta-feira (12), depois de ter passado pelos estados de Santa Catarina e Paraná. Um dos objetivos é arrecadar fundos para a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) da cidade de Palmeira (PR), cidade natal do cavaleiro. 
 
O Projeto “Cavalgadas da Esperança” foi idealizado e é estruturado pelo próprio Kleber Ferreira, passando sempre por locais tradicionais de tropeiros, entre os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. A distância total percorrida será de mais de 1.500 quilômetros. Sozinho com os dois cavalos, ele traça o `Caminho das Tropas´.  
 
O Caminho do Viamão, também designado como ‘Estrada Real’, a mais utilizada na época dos tropeiros, partia de Viamão, atravessava os campos de Vacaria, Lages, Curitibanos, Papanduva, Rio Negro, Campo do Tenente, Lapa, Palmeira, Ponta Grossa, Castro, Piraí do Sul, Jaguariaiva, Sengés e Itararé, alcançando depois Sorocaba. Um dos pontos altos do projeto é que, durante a cavalgada, vêm acontecendo diversos eventos em alguns municípios, destacando uma parada de dois dias no largo da Ordem, centro de Curitiba, e uma parada em frente à casa do último tropeiro ainda vivo, com 105 anos, o sr. Otavio Reis, em Porto Amazonas, 80 quilômetros da capital do Paraná.  Em Curitiba, Kleber ficou acampado no Centro Histórico da cidade, onde os tropeiros e fazendeiros da região costumavam dar de beber a seus cavalos e mulas no bebedouro construído em pedra com uma bacia metálica.    
 
Para o retorno a sua cidade, o município de Palmeira, no interior do Paraná, no dia 19 de fevereiro, está sendo organizada uma grande recepção a Kleber e a todos os cavaleiros que estão acompanhando parte do trajeto na região. Toda a renda obtida com esse evento será doada para a Apae de Palmeira. Além dessa renda, por onde ele passou nessa viagem, ele também arrecadou doações. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar