Segunda-Feira, 13 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Centro de Hemodiálise de Tatuí entra na segunda fase de construção Estrutura pré-fabricada será instalada em abril. Obra deve ficar pronta em outubro

Publicada em 06/02/2016 às 08:17
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(AI/PMT)

Até mesmo os mais desconfiados e incrédulos perceberam nos últimos dias o aumento da movimentação e das atividades no Residencial Guedes, em Tatuí. Não é para menos. O Centro de Hemodiálise entrou em sua segunda fase de construções. Nesta semana, o prefeito José Manoel Corrêa Coelho, o `Manu´, esteve visitando as obras e recebeu o cronograma completo e atualizado do empreendimento.

Desde o lançamento da pedra fundamental, em junho de 2015, diversas etapas já foram concluídas, incluindo todo serviço de terraplanagem, muro de arrimo, drenagem, construção de galerias pluviais, execução de base, perfuração de brocas e armação, aplicação de vigas baldrame e instalação de caixa d´água. Destaque, agora, para o início do prédio em alvenaria, que funcionará como anexo à estrutura pré-fabricada, já quase pronta também e que deverá ser instalada no mês de abril. “Toda essa estrutura pré-moldada está sendo construída em Lençóis Paulista e contempla alicerce, colunas de sustentação, cobertura e telhado, que serão implantadas em breve. A previsão para conclusão da obra é o mês de outubro”, explica o engenheiro responsável pela obra, Roberto Hajime Oba.  

A área total do terreno é de 5.100 metros quadrados, com o total construído de 1.400 metros quadrados, localizado na rua Air Gonçalves da Rocha, 100. O Centro de Hemodiálise contará com vestiário masculino e feminino, copa, sala conforto para funcionários, almoxarifado, sala multiuso estar para pacientes, cantina, cozinha, sala de espera, sala de consulta, sala de enfermagem, sala de assistente social, sala de emergência, sala de conforto para médicos, sala de esterilização, sala química, sala de hemodiálise branca e posto de enfermagem. Ao todo, serão instaladas 30 máquinas para hemodiálise e o local terá uma capacidade nos primeiros seis meses para atender 60 pacientes por dia. No final do primeiro ano de atividades, a capacidade será duplicada para 120 atendimentos diários.

O tratamento da água para hemodiálise será inovador. Denominado como `osmose reversa de duplo passo´, garantirá a pureza extrema da água do processo. A empresa que está implantando o centro no Município é a Nefrotat Cuidados Renais, que já atua há mais de 18 anos em Lins. Segundo o proprietário do Centro, o médico nefrologista, Alcyr Ferrari, a Unidade está sendo formatada para ser referência nacional em hemodiálise e diálise peritoneal. Para tanto, contará também com um centro de convivência e uma cozinha experimental, que servirá tanto para o paciente dialítico como para seus familiares. “Estou muito otimista com o desenvolvimento da obra. Esta semana instalamos a caixa d’agua central, que tem capacidade para 30 mil litros. Queremos ser referencia na região e suprir as necessidades dos pacientes de Tatuí e cidades vizinhas que precisam hoje viajar horas para realizar o procedimento”, comenta o médico.

Hoje, cerca de 70 pessoas do município de Tatuí utilizam esse serviço através do Sistema Único de Saúde (Sus). Mas são obrigadas a viajar para Itapetininga, Sorocaba, Itu e até mesmo para Osasco, para passar pelo tratamento. “Trata-se de uma grande conquista que traz ainda uma novidade administrativa adotada pela primeira vez na história de Tatuí, uma Parceria Público Privada, que irá diminuir significativamente o investimento municipal e garantir o atendimento gratuito esperado há anos pela população. O capital investido será privado. A Prefeitura entrou com a articulação do pré-credenciamento, credenciamento e custeio das etapas iniciais”, finalizou o prefeito Manu.

HEMODIÁLISE - A hemodiálise é um tratamento que consiste na remoção do líquido e substâncias tóxicas do sangue como se fosse um rim artificial. É o processo de filtragem e depuração de substâncias indesejáveis do sangue, como a creatinina e a ureia. A hemodiálise é uma terapia de substituição renal realizada em pacientes portadores de insuficiência renal crônica ou aguda, já que nesses casos o organismo não consegue eliminar tais substâncias devido à falência dos mecanismos excretores renais.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar