Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< Consumidores reclamam do preço de hortifrutícolas Para alguns consumidores, a compra de frutas e verduras em supermercados está valendo mais a pena do que nas feiras livres da cidade. Outros dizem o contrário

Publicada em 29/01/2016 às 01:13
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Júlia Noronha)

Com a elevação dos preços em alguns itens de hortifruticolas vendidos em feiras livres, alguns consumidores se queixam dos preços altos encontrados a cada semana para frutas, legumes e verduras e afirmam estar compensando mais ir a supermercados, principalmente nos dias de promoções específicas. Outros, porém, discordam, entendendo que as feiras livres ainda oferecem melhores preços e qualidade.

A aposentada Maria de Lurdes Silva, que percorria ontem cedo a feira livre semanal realizada às quintas-feiras em Vila Leão, contou que percebeu que a cada semana os preços sobem. “Hoje eu comprei três berinjelas por R$ 4,00. Duas semanas atrás eu comprava por R$ 1,00. Percebi que tudo encareceu”, lamentou-se. Apesar da elevação, ela afirmou, porém, que acaba comprando o produto, embora acredite que talvez adquirir esses hortifruticolas em supermercados em certos dias específicos da semana também compense. “Eu compro o que eu posso comer e compro em uma quantia menor. Agora, dependendo do dia, tem coisas que no mercado estão mais acessíveis”, concluiu ela.

 

Outra aposentada, Maria José Ferreira da Fonseca Motta, confirma que realmente houve uma alta muito significativa nas hortifruticolas. “Antes estava bem mais em conta. Acredito que subiu tudo, porque antes eu comprava alguns pacotes de legumes ou verduras e custavam três por R$ 5,00; hoje em dia, está dois pelo menos preço”, sublinhou, acrescentando  que sempre compra as mesmas coisas:. “Eu ainda estou podendo comprar o que é melhor, mas os produtos subiram bastante. Por enquanto, eu compro aquilo que precisa, mas já cheguei a encontrar preços melhores no supermercado do que na feira”.

Segundo Maria Heloísa Manfredini, que é aposentada também e adora ir à feira, compra apenas frutas ali por causa do preço. “No supermercado não compensa, mas em quitanda é tudo selecionado. Ali eu compro alface e está o mesmo preço que o de feira. Venho na feira para comprar fruta. Antes eu comprava tudo  por aqui, mas agora não faço mais isso. Eu não abro mão de comprar as minhas frutas, compro aqui porque é melhor”, afirmou. 

FEIRANTES – A vendedora Maria Paula Pires da Silva confirma a alta em alguns produtos e disse que tenta manter o mesmo perfil para os consumidores. “Muitas frutas tiveram alteração em seus preços significativamente nas últimas semanas. Na verdade, está tudo com preço alterado, mas a gente tenta manter o mesmo preço e o mesmo fornecedor”, explicou. Ainda segundo ela, houve uma elevação de R$ 0,50 por produto e acredita a feirante que essa alta tem vários motivos. “O imposto, pedágio, frete... Depende muito de tudo isso. No Litoral, a manga está custando à base de quatro por R$ 5,00, mas aqui são duas pelo mesmo preço. Acontece que lá o acesso é melhor e não tem tanto pedágio. Agora, para chegar em São Paulo e vir para Sorocaba, conta com pedágio, combustível...”.

Maria Paula também disse que o consumidor reclama, mas sempre procura levar alguma coisa. “Hoje em dia, quem levava dois mamãos acaba levando um. Outros acabam substituindo o produto, por exemplo trocando uma laranja graúda por uma miúda. Então, o consumidor também procura fazer um jogo de cintura”, concluiu a vendedora.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar