Sexta-Feira, 5 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Dia `D' atinge 80 mil sorocabanos no combate ao mosquito Aedes aegypti Prefeito Antônio Carlos Pannunzio destaca que Sorocaba está sob controle, mas é preciso a colaboração da população

Publicada em 19/12/2015 às 23:44
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Fernando Rezende)
O município de Sorocaba viveu ontem um sábado atípico, com a mobilização realizada pela Prefeitura em toda a cidade, com a colaboração de autoridades sanitárias, servidores públicos municipais e voluntários, no chamado `Dia D' de combate ao mosquito Aedes aegypti, propagador de doenças gravíssimas e que podem levar à morte, como a dengue, chikungunya e zika. O verão que se aproxima é a época mais crítica para a proliferação do mosquito.
 
A abertura da campanha foi realizada logo cedo, às 9 horas, na praça Coronel Fernando Prestes, com ato público com a presença do prefeito Antônio Carlos Pannunzio e do secretário municipal da Saúde, Antônio Francisco Fernandes, entre outras autoridades, para falar sobre a importância do combate ao mosquito Aedes aegypti. O Dia `D' teve como objetivo orientar a população sorocabana sobre a importância de cada um fazer a sua parte no combate à proliferação do mosquito. A ação foi desencadeada em 29 pontos, inclusive com a distribuição de folhetos informativos. O próprio prefeito Pannunzio, após participar do lançamento da campanha na praça, saiu realizando panfletagem e conversando com as pessoas pelas ruas do Centro.
 
Durante o ato, Pannunzio informou que hoje Sorocaba está sob absoluto controle, mas é preciso a colaboração da população. "Nós já tiramos mais de 250 toneladas dos chamados inservíveis das casas de cidadãos sorocabanos, o que não é obrigação da Prefeitura, e esses inservíveis podem ser amanhã ou depois foco de criação da larva Aedes aegypti", explicou. Além disso, o prefeito alertou sobre outros vírus, como Chikungunya e Zika. "Dengue, Chikungunya, Zika, eu não sei o que virá depois, se nós não acordarmos frente a essa nova realidade. É preciso dizimar esse mosquito, pelo menos de toda a nossa região Sudeste do Brasil", acrescentou.
 
Durante a apresentação da campanha na praça Cel. Fernando Prestes, foi relembrada ainda a aflitiva situação que Sorocaba viveu no final do ano passado e começo deste ano, quando os casos chegaram a mais de 20 mil em apenas três meses. "A gente tem que ter pouca fala e muita ação. Nós tivemos no período anterior da dengue no ano passado um Dia `D', como este, que surtiu excelentes resultados. Foi o despertar da comunidade em relação à necessidade do engajamento de cada um nesse combate ao Aedes aegypti. Diante disso, novamente nós estamos fazendo o Dia `D' hoje", afirmou também Pannunzio, que concluiu sua manifestação dizendo que toda a cidade está vivenciando atualmente uma situação normalizada com relação à propagação do mosquito Aedes aegypti, com exceção da Zona Norte, onde o índice é 1.
 
A campanha durou cerca de três horas, onde cem mil folhetos informativos foram distribuídos em cada ponto definido pela Urbes - Trânsito e Transportes. O evento abrangeu ainda uma ação consciente dos pacientes e de quem procura por atendimento em oito hospitais de Sorocaba (Santa Lucinda, Santa Casa, Unimed, Samaritano, Modelo, Evangélico, CHS e GPACI). No final da tarde, o secretário da Saúde da Prefeitura, Antônio Francisco Fernandes, informou comemorando que, pelo menos, 80 mil sorocabanos sairam conscientizados da importância de fazer sua parte no combate ao temível mosquito nesta versão 2015 deste `Dia D' no combate ao Aedes aegypti.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar