Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Alunos afirmam desocupar colégio quando 'retroceder ideia da reorganização escolar' Junto com os estudantes, pais e professores também participam da manifestação

Publicada em 22/11/2015 às 00:11
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Miguel Pessoa
Cerca de 20 alunos da Escola Estadual “Professor Lauro Sanchez”, localizada na Vila Carol, zona norte, ainda ocupam o colégio como forma de manifestação contra a reorganização da rede estadual de ensino. 
 
De acordo com uma das ocupantes, a estudante secundarista Shayane Camargo, 16 anos, os alunos vão deixar o colégio apenas quando retroceder a ideia de mudança nas escolas estaduais. “Quando voltarem atrás do que disseram, aí a gente desocupa”, afirma.
 
Além de alunos, pais e professores também estão ocupando o colégio. Segundo Shayane, eles apoiam o movimento. “Os pais vêm e estão presentes, ficam aqui o dia inteiro, só que eles não dormem, mas estão comparecendo todos os dias, e temos dois professores aqui com a gente, que têm responsabilidade da escola.” 
 
A escola, que está completamente fechada para a imprensa e outros funcionários, teve abertura na sexta-feira (20) para um sarau em comemoração do Dia da Consciência Negra, e há um projeto para abrir durante a semana. “A gente vai organizar tudo e estaremos abrindo para a população, para interagir com os moradores. Vamos combinar isso e, talvez, haja a possibilidade de abrir neste domingo (22) para atividades”, afirmou Shayane.
 
Os participantes do manifesto recebem doações de mantimentos para que possam levar a ocupação adiante. Ilton Mendonça Silva é um dos que estão ajudando no manifesto com doações. “Não sou pai de aluno aqui, mas sei como é, eu trouxe os mantimentos porque apoio a causa. Hoje, foi a primeira vez que eu trouxe alimentos para os alunos, não tem como deixá-los sem nada aí dentro.”
 
OCUPAÇÃO – A ocupação dos estudantes começou em frente à “Professor Lauro Sanchez” por volta das 18 horas de quarta-feira (18). Com uma faixa preta pendurada na fachada da escola dizendo “Minha escola não vai fechar”, os alunos permanecem ocupando o colégio como forma de manifestação.
 
Essa unidade escolar está na lista da reorganização, divulgada pela Secretaria da Educação de São Paulo, e terá fechamento das classes do Ensino noturno, Médio e de Educação de Jovens e Adultos. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar