Terça-Feira, 7 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Campanha 'Não Vou Pagar o Pato' coleta assinaturas no Centro Sorocaba é a primeira cidade do interior do Estado a receber mobilização contra a volta da CPMF e alta de impostos

Publicada em 19/11/2015 às 01:11
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Fernando Rezende
Com um pato amarelo de plástico, que mede aproximadamente 5 metros, a campanha "Não Vou Pagar o Pato", promovida pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) contra o aumento de impostos e a volta da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), esteve concentrada na manhã desta quarta-feira (18) em Sorocaba, na praça Coronel Fernando Prestes, no Centro, para a coleta de assinaturas de quem passavam pelo local. 
 
A campanha, que espera conseguir mais de um milhão assinaturas, tem como objetivo a conscientização da sociedade sobre os altos impostos pagos em produtos e serviços, além de evitar o aumento da carga tributária no País. De acordo com o vice-diretor da Delegacia Regional de Sorocaba do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado), Erly Domingues de Syllos, a cidade é a primeira do interior de São Paulo a receber a campanha. "Queremos levar a campanha a nível nacional. A crise está instalada e isso é fato, mas acho que temos de fazer uma divisão. O governo deve fazer a parte dele. Chega de pagar o pato, é nesse `slogan' que temos de trabalhar", asseverou ele. 
 
As assinaturas, segundo Syllos, devem ser encaminhas ao Congresso Nacional em Brasília, para sensibilizar deputados e senadores, assim como governadores dos estados e outras lideranças nacionais. "É importante mostrar que a pressão popular está contra qualquer tipo de aumento abusivo quando votado", salientou, destacando que, em Sorocaba, as assinaturas devem chegar a 60 mil. "Em dezembro, nós faremos um levantamento e uma entrega simbólica das assinaturas na sede local do Ciesp. Depois elas serão levadas ao Ciesp de São Paulo e encaminhas para Brasília", explicou.
 
Além da votação física, as pessoas estão podendo votar também pelo site nãovoupagaropato.com , que já soma mais de 950 mil assinaturas em todo o Brasil. Na cidade, os terminais de ônibus também desenvolvem a ação. "Temos de mostrar a insatisfação da população brasileira em todas as classes sociais. Como será em 2016? Até onde iremos? A mobilização popular é a única maneira para que o povo de Brasília possa nos enxergar", comentou o vice-diretor do Ciesp Sorocaba ainda. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar