Sexta-Feira, 5 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Banda Namoradeira traz som caipira no Sesc Grupo tem uma sonoridade ímpar, mesclando clima festeiro com diversos elementos

Publicada em 15/11/2015 às 01:11
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Divulgação
Toda a alegria contagiante da Banda Namoradeira poderá ser vista em um show que será realizado na área convivência do Sesc Sorocaba neste domingo (15), às 13 hora. A entrada é gratuita. 
 
Com a reflexão e aproximação das influências tradicionais da banda às vivências pessoais de pesquisas, aprimoramento técnico e outras influências musicais de cada integrante, o grupo constrói uma sonoridade ímpar, agregando ao ambiente festeiro, religioso, profano, comemorativo e tradicional caipira os demais valores também presentes em um cenário urbano, como seus anseios, suas ofertas, seus modos e sua formação.
 
A Banda Namoradeira é formada por Gisele Nunes (voz e percussão), Esteban Alvarez (bateria e voz), Pedro Henrique Gava (viola caipira e voz), Rafael Cabello (acordeon) e Rodolfo Thomazelli (contrabaixo e voz). Além de canções próprias, o grupo homenageia grandes mestres da música caipira, como Pena Branca & Xavantinho, Elpídio dos Santos e Tonico & Tinoco. 
 
A FESTA DA MÚSICA CAIPIRA - Desde 2003, a Banda Namoradeira, de Itatiba, interior de São Paulo, pesquisa e retrata, por meio de seu repertório, o universo festeiro da cultura caipira. No início, o grupo se reunia em um local onde havia uma `namoradeira' de palha, para reviver e experimentar a sonoridade da roça, que sempre fez parte da identidade de cada um deles, e assim surgiu o nome da banda.
 
Flertando com festas profanas, como o Carnaval de Marchinhas de São Luís do Paraitinga, no Vale do Paraíba, conhecido pela cultura religiosa das Congadas e Folias de Reis do Estado de São Paulo e Minas Gerais e retratando em versos e modas sua identidade cultural, o grupo segue com suas pesquisas musicais. A Banda Namoradeira preza tudo que é de raiz, desde aquelas músicas que pertencem ao povo, até canções próprias e de compositores que causam admiração.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar