Quarta-Feira, 16 de Outubro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Grupos promovem ato de repúdio contra promotor O manifesto ocorreu em frente ao Ministério Público

Publicada em 11/11/2015 às 02:11
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Fernando Rezende
 
Um ato de repúdio contra o promotor de Justiça, Jorge Alberto de Oliveira Marum, ocorreu na tarde desta terça-feira (10), em frente ao prédio do Ministério Público. Organizado pela Central Única dos Trabalhadores, Subsede Sorocaba, o manifesto contou com diferentes entidades e se deu diante das declarações do promotor sobre a luta das mulheres, postadas nas redes sociais, em crítica ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 
 
As entidades protocolaram no Ministério Público uma carta de repúdio e, na quinta-feira (12), uma denúncia contra o promotor será protocolada na Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado de São Paulo. Trecho da moção de repúdio diz: “Como é possível constatar, o promotor Jorge Alberto de Oliveira Marum, em suas postagens, ridiculariza e desconsidera toda a luta feminista no mundo, incluindo aí o próprio Ministério Público que, cumprindo com o seu dever e reconhecendo a importância e a necessidade de trabalhar a problemática, tem em sua estrutura núcleo de atuação das questões de gênero e de violência contra a mulher. MPSP que, após o ocorrido, divulgou nota no dia 31 de outubro, na qual deixa claro que o posicionamento do promotor ‘não corresponde ao posicionamento institucional e tampouco se aproxima dos ideais do Ministério Público’, e reafirma seu compromisso e trabalho com a temática de gênero. Atitude que as entidades abaixo-assinadas saúdam.” Procurado para comentar o caso, o promotor não foi localizado. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar