Terça-Feira, 25 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Projeto de estudantes da Unifesp ensina português para refugiados

Publicada em 12/09/2015 às 02:09
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Estudantes do curso de graduação em Letras criaram o projeto Memorial Digital do Refugiado (Memoref), que promove a inclusão de refugiados por meio de aulas de português e atividades culturais. Uma das idealizadoras do projeto, a estudante Marina Reinoldes, 20 anos, disse que, ao final do curso, previsto para dezembro, um banco de dados estará disponível em um portal na internet, apresentando resultados dessa experiência pedagógica e social, além de histórias de vida dos refugiados.
 
Ao todo, sete estudantes da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), do campus de Guarulhos, revezam-se e lecionam semanalmente para 20 refugiados, entre sírios, camaroneses e nigerianos. Marina já ensinava a refugiados na ONG Oásis Solidário e pôde conhecer as dificuldades que os estrangeiros enfrentavam no Brasil logo que chegavam, sem dominar o idioma, sem emprego e, muitas vezes, sozinhos. Desde o ano passado, os sírios lideram as estatísticas de refugiados no Brasil.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar