Terça-Feira, 25 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Defesa Civil vistoria áreas sujeitas a deslizamentos

Publicada em 11/09/2015 às 03:09
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Secom
Por causa das chuvas dos últimos dias, que registraram um índice pluviométrico acumulado de 110,4 milímetros, a Defesa Civil de Sorocaba vistoriou os 26 pontos críticos mapeados no município e suscetíveis a deslizamentos. Embora de classificação 2 - médio impacto, numa escala que vai até 4, e mediante a possibilidade de novas precipitações até este sábado (12), o órgão preferiu antever-se e se certificar das condições dessas áreas.
 
Segundo o coordenador operacional da Defesa Civil, Ângelo Bergamo Filho, as vistorias começaram durante a tempestade que caiu na terça-feira (8) e terminaram na tarde de quarta-feira (9). Todos os locais apresentam situação dentro da regularidade e, até ontem, não ofereciam qualquer risco.
 
Para que haja disparo de alerta de perigo é necessário que se verifiquem índices pluviométricos de 80 milímetros por três dias consecutivos. Por isso, caso volte a chover e o volume seja intenso, a Defesa retorna para novas avaliações. 
 
A Defesa Civil também conta com um grupo de 70 voluntários que atuam como monitores, geralmente em suas localidades, observando pontos críticos. Treinados e reciclados anualmente, cada um deles é capaz de identificar situações de risco e, a partir disso, acionar a Defesa Civil se necessário.
 
O órgão também conta com uma Central de Gerenciamento de Emergência, composta por agentes vinculados à gestão municipal e de acordo com suas competências, como Apoio Técnico (secretarias de Saúde, Negócios Jurídicos, Habitação e Saae), Assistencial (Fundo Social, Desenvolvimento Social e Serviços Públicos), e Administrativo-logístico (Esportes, Fazenda, Educação, e Administração).
 
Entidades parceiras como Jeep Club, CPFL, Cetesb, Tiro de Guerra e os Nudecs também estão aptos a colaborar no atendimento à população mediante situações de crise.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar