Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Senai abre as portas para mostrar mundo do trabalho industrial Objetivo é despertar a curiosidade principalmente do jovem sorocabano para as profissões industriais

Publicada em 11/09/2015 às 02:09
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Fernando Rezende
De portas abertas para estudantes e toda a comunidade sorocabana, a Escola Senai "Gaspar Ricardo Júnior", no bairro de Santa Rosália, com o objetivo de despertar no jovem a curiosidade pelo vivência no mundo industrial realiza ainda nesta sexta-feira (11) o evento "Mundo Senai", que acontece das 9 às 20 horas. A Escola fica na praça Roberto Mange.
 
O diretor da Unidade de Formação Profissional do Senai Sorocaba, Jocilei Oliveira, conta que a intenção é oferecer ao público contato físico com as instalações da Escola através das palestras e exposições, apresentando as propostas e custos de produção para a sobrevivência das indústrias. "Temos que mostrar para o público o que o Senai tem de propostas para incentivar o nosso jovem a ir para a indústria. A área industrial é onde existe as melhores oportunidade de trabalho atualmente, junto de ótimas carreiras profissionais. Nem sempre as pessoas têm condições de vivenciar o mundo do trabalho industrial, mas aqui ela pode", asseverou o professor.
 
Com visita monitorada pelos próprios estudantes, os visitantes podem conhecer, além dos 14 cursos de ocupação, dois de habilitação e um de graduação, oferecidos pelo Senai em Sorocaba, todos os laboratórios de tecnologia, inclusive participando de palestras gratuitas e esclarecendo dúvidas sobre educação profissional.
 
NOVAS OPORTUNIDADE PARA O FUTURO, APESAR DA CRISE - Questionado sobre a atual crise econômica do País, que resulta também na crise industrial, o diretor do Senai Sorocaba, Jocilei Oliveira, afirma não chamar o momento de crise por conta da expressão negativa. "Temos que olhar tudo isso como novas oportunidades. Sabemos que é difícil a situação atual do nosso País e a complexidade das coisas por causa das consequências políticas, mas isso não pode desanimar. Pelo contrário, temos que propor soluções", afirma ele, ressaltando que essa é, aliás, a principal proposta do projeto que acontece esta semana em todas as unidades do Senai espalhadas pelo Brasil. "O `Mundo Senai' é isso: mostrar o que oferecemos de formação e que essas são as soluções para o jovem ingressar no mercado de trabalho".
 
Ele comenta ainda que dos 2.200 alunos atendidos nos quatro períodos pelo Senai Sorocaba nenhum apresenta preocupação com a crise industrial. "Todos eles já estão encaminhados no mercado de trabalho em grandes empresas da cidade. São aprendizes. Nós não estamos percebendo o jovem com falta de interesse, então queremos estimular para ele o caminho. Não temos esse problema como efetivo e não percebemos a falta de interesse do jovem no mundo industrial. Por isso, continuamos a incentivar esse caminho", conclui.
 
O estudante Rodrigo Aparecido da Silva, 18 anos, conta sempre ter participado do evento anual de Escola Aberta e que, após conseguir a vaga no Senai local, dobrou os conhecimentos. "O que acontece aqui é importante para que as pessoas possam ver o mundo moderno e conhecer as novas tecnologias. Sempre participei do `Mundo Senai' e, depois que passei na prova seletiva, já entrei com grande bagagem e sabendo o que eu queria", comemorou.
 
Já o consultor técnico João Rodrigues Neto, 24 anos, comenta estar neste evento anual do Senai há nove anos e, desta vez, representando a empresa para quem trabalha. "O pessoal da empresa não conhecia esse evento. Eu, como ex-aluno, contei a proposta e hoje estou aqui os representando. Só cheguei no cargo que estou hoje pelo Senai e, é claro, que pela minha vontade também", acrescentou, afirmando que a instituição lhe trouxe a base de formação inicial: "Comecei fazendo aprendizagem industrial, depois fiz curso técnico e, agora, estou concluindo o ensino superior. É uma troca de experiências. Além de mão de obra qualificada, o Senai forma futuros líderes das empresas".
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar