Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Talento do violão apresenta-se no Parque dos Espanhóis Concerto à noite de Daniel Murray, precedido de workshop, mixa música erudita e contemporânea de grandes compositores, como Aylton Escobar, Flo Menezes e Paulo Porto Alegre, marca lançamento do CD `Universos em expansão'

Publicada em 28/08/2015 às 01:08
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Divulgação
Violonista e compositor, Daniel Murray, considerado um dos mais talentosos instrumentistas da nova geração, está em Sorocaba nesta sexta-feira (28), quando às 19 horas apresenta concerto gratuito de lançamento de seu novo CD, "Universos em expansão", no anfiteatro do Parque dos Espanhóis, em Vila Assis, à rua Dr. Campos Salles, altura do nº 1.000 (a capacidade do anfiteatro é de 130 lugares). Antes, ali mesmo, às 15h30, ministrará o Workshop "O uso do violão de 11 cordas".
 
Daniel Murray há mais de 10 anos desenvolve carreira como intérprete, arranjador e compositor. No disco "Universos em expansão", utiliza-se de violões de 6 e 11 cordas, além do computador, para executar obras próprias e de compositores brasileiros contemporâneos como Arthur Kampela, Aylton Escobar, Eli-Eri Moura, Flo Menezes, James Corrêa, José Augusto Mannis, Marcus Siqueira e Paulo Porto Alegre. A palavra `expansão' do título, segundo ele, tem um significado especial. "Este novo disco pode ser visto como uma continuidade e complementação do primeiro disco, `Universos sonoros para violão e tape' (2008), também abrangendo compositores contemporâneos", destaca Murray. Os discos estão `linkados' através dessas reticências.
 
A principal característica do novo álbum é que envolve obras com um amplo leque estético, abarcando desde a linguagem erudita mais tradicional até peças `experimentais'. Além dos violões, o computador também é, então, um `instrumento musical' nas mãos de Daniel Murray. "Cada vez mais a estética dos compositores corresponde a `universos pessoais' e não necessariamente fazendo parte de um grande movimento ou corrente. Essas galáxias de som próprias onde as obras são criadas, embora distantes umas das outras, levam todas a uma `viagem' instantânea em outras dimensões, para quem se dispõe realmente a escutá-las", explica.
 
O concerto chega a Sorocaba depois de passar por Jundiaí, Botucatu e Tatuí e segue para outras cidades do Interior paulista. É uma realização da produtora Totem Musicais, com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura/Programa de Ação Cultural/ProAC 2014. Antes da apresentação, com o workshop com o tema "O uso do violão de 11 cordas", o violinista mostra como o instrumento vem se desenvolvendo ao longo dos anos, além de abordar suas possibilidades para a execução de obras musicais.
 
O VIOLINISTA - Carioca radicado em São Paulo, Daniel Murray é bacharel em Violão pela FASM e mestre em Música pela Unicamp (2013). Começou a estudar violão clássico aos 6 anos de idade e, aos 15, foi premiado no Councours International de Guitarre de Trédrèz-Locquémeau, em Bretanha (França). Desenvolve ativa carreira como intérprete no Brasil e Exterior. Tem realizado recitais na Inglaterra, Espanha, Itália, França, Grécia e Dinamarca. Apresentou-se, em 2014, no Midem Festival (Cannes/França) e Classical Next (Viena/Áustria).
 
Além da carreia-solo, que tem os discos "Universos sonoros para violão e tape" (2008), "Tom Jobim para Violão-Solo" (2010) e "Autoral" (2015), Murray realiza projetos paralelos, como o Duo Saraiva-Murray, com o violonista Chico Saraiva; Trio Opus 12, Núcleo Hespérides - Música das Américas e Paulo Bellinati Trio.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar