Sábado, 28 de Março de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Casa de Repouso com oito idosos é interditada por irregularidades Proprietário foi preso, acusado de maus-tratos aos asilados

Publicada em 18/06/2015 às 02:06
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Os delegados José Ordele e Marcelo Almagro analisaram as irregularidades (Foto: F. Rezende)
A Casa Repouso Recanto das Paineiras, localizada no Jardim Vera Cruz, foi interditada na manhã desta quarta-feira (17). O proprietário, Janderson Cléber de Lima Carvalho, 40 anos, foi preso em flagrante por maus-tratos aos idosos e por crimes contra as relações de consumo, previstos na Lei do Estatuto do Idoso. 
 
O caso foi descoberto durante uma fiscalização da Vigilância Sanitária que constatou falta de água, medicamentos e alimentos vencidos no asilo, situado na Rua Octávio Novaes de Carvalho. O Conselho Municipal do Idoso tomou conhecimento dos fatos e acionou o 3º Distrito Policial (DP), onde também funciona a Delegacia do Idoso. 
 
“Nós fomos até o local e descobrimos que os velhinhos tomavam banho com água fria da piscina. Além disso, não havia água para beber e faltavam produtos de higiene. Constatamos também que os alimentos eram vencidos, assim como os medicamentos e seringas utilizados”, informou o delegado titular do 3º DP, José Ordele Alves de Lima Júnior.
 
O estabelecimento funcionava há dez anos e abrigava quatro mulheres e quatro homens. Apesar de possuir alvará, os idosos não tinham nenhum tipo de cadastro formal. Os nomes completos de cada interno estão sendo colhidos pela polícia. 
 
Janderson foi autuado em flagrante e conduzido ao Centro de Detenção Provisória (CDP). 
 
INVESTIGAÇÕES – Em abril deste ano, o 3º DP passou a ser oficialmente a Delegacia do Idoso de Sorocaba, inclusive com a atribuição de apurar os crimes contra pessoas dessa faixa etária. Ele é responsável por dar suporte ao Conselho Municipal do Idoso, assim como ao Ministério Público nas ações de apoio para coibir a violência e autuar instituições, clínicas e asilos que funcionem clandestinamente. 
 
O delegado Ordele ressalta que, se alguém souber de qualquer crime desta natureza, faça a denúncia diretamente no 3º DP, que fica na Rua Mário Campolim, 295, no Parque Campolim (telefones 3221.3999 e 3224.0495). 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar