Quarta-Feira, 8 de Abril de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Risco de vírus na Avicultura traz secretário a Boituva

Publicada em 17/06/2015 às 02:06
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado, Arnaldo Jardim, vem nesta quarta-feira (17) à região de Sorocaba, para participar do Seminário de Atualização sobre Influenza Aviária, que será realizado às 17 horas no auditório da FIB - Faculdades Integradas Brasileiras/Uniesp, na vizinha cidade de Boituva, para discutir os riscos de introdução e disseminação do vírus na avicultura do Estado.
 
O Plano Paulista de Prevenção da Influenza Aviária será apresentado na palestra do médico veterinário Fernando Gomes Buchala, da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, em função da Avicultura (corte e postura) ser a terceira atividade do agronegócio paulista, somente atrás da cana de açúcar e carne bovina. Nos Estados Unidos, já são 222 focos, com mais de 47 milhões de aves atingidas pela doença, causando elevação no preço dos ovos (triplicou) e da carne de frango. A palestra "Impacto econômico da Influenza Aviaria sobre a avicultura brasileira" será apresentada por Ariel Antonio Mendes, da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).
 
O evento é organizado pela Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento, por meio da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, com o apoio da Associação Paulista de Avicultura (APA) e Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), e faz parte de uma série de quatro seminários para discussão do tema devido às recentes ocorrências de influenza aviária no plantel avícola em países do continente americano e asiático e os riscos de introdução e disseminação na avicultura do Estado de São Paulo.
 
Participam do evento os profissionais da área, pesquisadores, produtores e representantes do setor dos municípios que compõem os Escritórios de Defesa Agropecuária (EDAs) de Avaré, Bauru, Botucatu, Itapetininga, Itapeva, Limeira, Piracicaba, Jaú e Sorocaba.
 
NÚMEROS - De acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA), o Estado de São Paulo liderou a produção de ovos em 2014, com 851,3 milhões de dúzias, cerca de 30% do total nacional, sendo que a cidade de Bastos é a maior produtora do Estado e do Brasil - responde por 40% da produção estadual e por 15% da produção nacional; São Paulo exportou 308,5 mil toneladas de carne de frango em 2014, quantidade 7,3% maior que a do ano anterior, com valores de US$ 556,4 milhões, superior em 5,45%, em relação a 2013; e é o maior exportador nacional de material genético (ovos férteis de galinha).
 
Estão cadastrados no Estado 3.095 estabelecimentos de frangos de corte, 421 estabelecimentos de postura comercial e 277 estabelecimentos de reprodução (fornecedores de materiais genéticos).
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar