Terça-Feira, 31 de Março de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Motoristas intermunicipais suspendem greve

Publicada em 17/06/2015 às 02:06
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Foto: Arquivo
Quem acordou com medo de não ter acesso ao transporte suburbano nesta terça-feira (16), principalmente aqueles que já no final da madrugada precisam contar com os ônibus intermunicipais que cobrem as linhas entre as cidades da região para ir ou vir ao trabalho, à escola, ao médico ou outros afazeres, não precisou se preocupar, ao contrário do que ocorrera na segunda-feira (15). Encontraram os ônibus circulando normalmente. A anunciada greve no serviço foi suspensa no final da noite, depois que os proprietários das empresas concessionárias cederam às reivindicações salariais e trabalhistas dos motoristas de ônibus do transporte suburbano.
 
De acordo com o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e da Região, um representante das empresas Auto Ônibus São João, Rápido Luxo Campinas, Piracema, Piracicabana, Vila Élvio e Viação São Roque entrou em contato com a entidade classista depois das 23 horas para informar que as empresas concordaram em reajustar o salário dos trabalhadores da categoria em 10,53% e conceder as demais reivindicações, entre elas o aumento do tíquete-refeição para R$ 18 por dia (e R$ 19 em novembro), aumento na Participação nos Lucros e Resultados (PLR) para R$ 1.300,00 e cesta de Natal, além da manutenção dos demais benefícios conquistados em campanhas salariais passadas.
 
A data-base da categoria é 1º de maio e o acordo a ser firmado com as empresas atinge aproximadamente 500 trabalhadores. O Sindicato irá realizar uma assembleia para formalizar a aprovação do acordo na próxima sexta-feira (19), às 10 e às 19 horas, na sede da entidade, na rua Capitão Augusto Franco, 159, próximo ao Terminal de Ônibus São Paulo.
 
Um protesto realizado pelos motoristas das linhas intermunicipais, que começou na madrugada de segunda-feira (15) e que se estendeu até às 10 horas, paralisou o transporte e causou transtorno nos terminais rodoviários das cidades da região, deixando milhares de pessoas sem acesso às linhas que interligam Sorocaba a municípios circunvizinhos. O Sindicato informou que a manifestação era decorrente da estagnação nas negociações da campanha salarial, onde os rodoviários das linhas suburbanas pediam que a reposição salarial fosse igualada aos motoristas do transporte urbano de Sorocaba, que conseguiram no dia 27 de maio um aumento real de 10,53%, elevando o piso salarial do motorista para R$ 3.057,13 em maio e R$ 3.100,00 em novembro.
 
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar