Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Julgamento do Atlético será nesta quinta-feira

Publicada em 16/06/2015 às 01:06
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

STJD do Rio de Janeiro analisa o processo do Atlético (Foto: Arquivo)
O “dia D” para o Atlético Sorocaba será nesta quinta-feira (18). O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) incluiu na pauta o julgamento da acusação da escalação irregular pelo clube sorocabano, no Campeonato Paulista da Série A-2 deste ano, contra o São Caetano. A decisão, que foi adiada duas vezes, vai ocorrer às 11 horas, no Rio de Janeiro. O resultado pode mudar o rebaixamento.
 
O Atlético Sorocaba escapou do rebaixamento com 22 pontos. Foram rebaixados, Comercial (20), Matonense (17), Catanduvense (12) e Guaratinguetá (3). No entanto, se o Atlético perder a ação, será punido com a perda de quatro pontos e cai para a terceira divisão (A-3). Se o resultado do Pleno do TJD-SP for mantido, quem cairá é o Comercial, que entrou como terceiro interessado no processo do STJD.  
 
O 1º julgamento estava previsto para o dia 14 de maio, mas acabou adiado a pedido do relator do processo, a fim de ter mais tempo para analisar o caso. Pelo TJD-SP, em primeira instância, o Atlético foi punido com a perda de quatro pontos, mais multa de R$ 500. No Pleno, porém, foi absolvido, o que fez com que o processo fosse levado até o STJD, no Rio de Janeiro, após a equipe de Sorocaba ser denunciada pela própria Federação Paulista de Futebol (FPF).
 
O CASO - O emblóblio teve início no dia 16 de março, quando o TJD considerou o Atlético Sorocaba culpado por não ter inscrito os jogadores dentro do prazo estabelecido pelo regulamento da Série A2. Assim, no entendimento dos auditores, o time teria jogado irregularmente no empate por 0 a 0 com o São Caetano. Por isso, o órgão determinou a perda do ponto obtido na partida e de mais três pontos previstos pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva para esse tipo de caso.
 
Com isso, o jurídico do Atlético Sorocaba recorreu e levou o caso ao Pleno do TJD-SP. Os advogados fizeram a defesa citando o próprio regulamento da competição onde diz: “Ao ter o registro efetivado na Federação Paulista de Futebol e na Confederação Brasileira de Futebol, o jogador automaticamente está com sua situação regularizada independentemente do registro no campeonato”. Outra argumentação feita pelo Jurídico foi de que o próprio regulamento da Série A2 não prevê punição para eventuais atrasos na inscrição dos atletas.
 
Em sessão no dia 30 de março, o Pleno do TJD SP deu ganho de causa ao recurso do clube e, em decisão unânime, reverteu a penalização em pontos para uma multa de R$ 500. Mas, agora, a procuradoria do Tribunal recorreu da decisão e levou o caso ao STJD. O clube entende que, de acordo com o CBJD, a toda a penalidade imposta inferior ao valor de R$ 1.000,00 não cabe recurso.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar