Domingo, 15 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Governo requer ajuda para evitar tráfico de haitianos

Publicada em 21/05/2015 às 02:05
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse ontem, em entrevista à Rádio Estadão, que diante da crise com a questão da imigração haitiana vai procurar nos próximos dias Peru e Equador para barrar a ação de "coiotes" na fronteira do Brasil. A "rede de coiotes" engana os imigrantes afirmando que a maneira mais eficaz de entrar no País é por meio deles e não de forma legal, por visto.
 
"Cabem ao governo federal ações para evitar que essa imigração seja feita através de coiotes. O que os coiotes fazem é um crime inaceitável e, para isso, os contatos com os governos do Peru e do Equador se colocam de grande necessidade", disse. Segundo Cardozo, o governo federal tem medidas para desestimular a entrada dos haitianos por meio dos coiotes, como os vistos regulares. No caso de imigrantes que entram com pedido de refúgio, o ministro defendeu que a instalação no País deve ser feita perfeitamente regulada com acolhimento municipal. 
 
Um acordo entre o Ministério da Justiça, a Prefeitura de São Paulo e o governo do Acre suspendeu na terça-feira (19) o envio de haitianos para São Paulo. A decisão foi tomada após o prefeito Fernando Haddad (PT) acusar o governo federal e a administração petista daquele Estado de desrespeitar as regras acertadas em 2014 para o transporte e acolhimento de haitianos na cidade. A crítica de Haddad foi uma reação ao envio de uma só vez de 500 imigrantes de Rio Branco à Capital paulista. (Conteúdo Estadão)
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar