Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Homicídios no País é 5 vezes maior que o índice mundial O País está, ainda, em 11º lugar no ranking de assassinatos a cada 100 mil habitantes

Publicada em 07/05/2015 às 11:05
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

 
O Brasil é líder mundial em números absolutos de homicídios e ocupa o 11º lugar no ranking de assassinatos a cada 100 mil habitantes. Com 56.337 homicídios em 2012 (29 a cada 100 mil habitantes), o País apresenta número quase cinco vezes maior que o índice mundial, de 6,2. O levantamento é do Observatório de Homicídios, plataforma de visualização de dados online lançada ontem (6) pelo Instituto Igarapé, organização sem fins lucrativos com sede no Rio.
 
O site reúne informações de 219 países e territórios entre 2000 e 2012. Honduras (85,5), Venezuela (53,7), Ilhas Virgens Americanas (52,6), Belize (44,7) e Jamaica (40,6) lideram o ranking global com os maiores índices de homicídios a cada 100 mil habitantes. Em números absolutos de assassinatos, atrás do Brasil aparecem Índia (43.355), Nigéria (33.817), México (25 967) e República Democrática do Congo (18.586).
 
Para 39 países da América Latina e do Caribe, a ferramenta exibe dados discriminados por Estados e cidades com mais de 250 mil habitantes. Entre as 50 cidades com maiores índices de homicídios na região, 22 estão no Brasil, incluindo capitais como Maceió, Fortaleza, João Pessoa e Salvador.
 
No Brasil, a cidade que lidera o ranking é Ananindeua, a 19 quilômetros de Belém (PA), com 125,6 assassinatos a cada 100 mil habitantes. Em segundo lugar aparece Maceió (89,9), seguida por Serra (ES), com 89,4, Camaçari (BA), com 81,8, e Fortaleza, com 76,8. O Rio ficou na 71ª posição; São Paulo, na 88ª. Alagoas é o Estado com maior índice de homicídios: 64 a cada 100 mil habitantes, enquanto Santa Catarina tem o menor, 12,8. 
 
Embora tenham apenas 8% da população mundial, América Latina e Caribe concentram 33% do número de homicídios globais. Para cada cinco pessoas assassinadas no mundo, uma era brasileira, colombiana, mexicana ou venezuelana. Os números não consideram mortes relacionadas com operações militares, conflitos armados e guerras. 
 
Para os países com dados disponíveis, o Observatório de Homicídios informa estatísticas sobre sexo e idade das vítimas, além da arma usada no crime. No Brasil, cerca de 92% das vítimas eram homens e 54% tinham entre 15 e 29 anos, e o homicídio é a principal causa de mortes nesta faixa etária. Em todo o mundo, houve 437 mil homicídios em 2012 (78,7% das vítimas eram homens). (Agência Brasil)
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar