Domingo, 15 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Monólogo existencialista convida à reflexão no Sesc

Publicada em 15/04/2015 às 01:04
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O espetáculo é uma crítica ao preconceito (Foto: Divulgação)
O monólogo "A Geladeira", com Fernando Fecchio, será encenado no teatro do Sesc Sorocaba nesta quarta-feira (15), às 20 horas. A peça traz reflexões existencialistas por meio de cenas trágico-cômicas e propõe aos espectadores um novo olhar sobre o papel social das pessoas.
 
Dirigido por Nélson Baskerville, o espetáculo conta a história de um homem que acorda na manhã de seu 50º aniversário e encontra uma geladeira no meio da sala. Dela, o personagem `L' vê saltar de seu passado figuras como a mãe, a empregada, a psicanalista, seu cão e até um rato que mora em seu armário. Todos os papéis são representados por um único ator. A peça é de autoria do argentino Raúl Damonte Botana (1939-1987), também conhecido pelo pseudônimo Copi. O enredo mostra que a existência humana se recusa a se fixar em um único lugar, com os papéis sociais, a sexualidade e a subjetividade aparecendo em pleno trânsito.
 
A história se passa na década de 1980 e a cenografia é montada para retratar essa época. São usadas cores vibrantes e músicas alegres como pano de fundo para contar a história do personagem interpretado por Fernando Fecchio, membro da comunidade LGBT. O espetáculo é uma crítica ao preconceito, ao mesmo tempo em que retrata a beleza de ser o que é.
 
Natural de São Paulo, Fernando Fecchio é ator e bailarino formado pelo Teatro Escola Célia Helena e pela FMU em Educação Física. Estreou no teatro em 1999 com a peça "Te Amo Amazônia", de Paulo César Coutinho e direção de Lúcia Barroso. Em 2000, formou com outros 11 atores, sob a direção artística de Marcelo Lazzaratto, a Cia. Elevador de Teatro Panorâmico, que teve como estreia o espetáculo "Uma Peça por Outra", de Jean Tardieu, na Sala Jardel Filho, do Clube de Criação de São Paulo (CCSP). Entre muitos outros trabalhos, em 2012 integrou o elenco de "Quem tem medo de curupira?", com texto e músicas de Zeca Baleiro, e em 2013, participou de "Tropa de Elite", de Gueminho Bernardes; "O Burguês Fidalgo", de Molière; "Clássicos do Circo" e "Totalmente Pastelão", de Hugo Possolo, com a Cia. Parlapatões. Ainda em 2013, estreou o espetáculo de dança infantil "Uma trilha para sua história", de Gustavo Kurlat e coreografias de Dafne Michellepis e Marina Caron, e, em 2014 atuou no longa-metragem "A Comédia Divina" (baseado no conto "A Igreja do Diabo", de Machado de Assis), com direção de Toni Venturi.
 
Classificação: 14 anos.
 
SERVIÇO - Os ingressos estão sendo vendidos a R$ 17,00 (inteira), R$ 8,50 (usuário com cartão válido inscrito no Sesc e dependentes, aposentados, pessoas com mais de 60 anos, servidor da rede pública de ensino e estudantes com comprovante) e R$ 5,00 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e dependentes - Credencial Plena) no próprio Sesc Sorocaba, à rua Barão de Piratininga, 555 - Jardim Faculdade..
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar