Domingo, 15 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Museu da Estrada de Ferro Sorocabana tem nova exposição a partir de quarta-feira Espaço reabre com exposição de acervo com nova contextualização.

Publicada em 14/04/2015 às 14:04
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O espaço funcionará de terça a sábado e a entrada é gratuita (Alexandre Lombardi/Secom)
O Museu da Estrada de Ferro Sorocabana (MEFS) reabre nesta quarta-feira (dia 15), às 16 horas. O espaço reúne fragmentos históricos e a memória de uma das principais companhias a cruzar o interior do Estado de São Paulo. O público poderá conferir gratuitamente neste dia, especialmente até às 18h, a exposição permanente com peças do seu acervo, só que numa nova contextualização.
 
Administrado pela Secretaria da Cultura (Secult), o espaço será reaberto após período que permaneceu fechado para receber serviços de pintura depois que o local sediou exposição da Trienal de Artes do SESC Sorocaba, em fevereiro deste ano.
 
Construído em 1910, o imóvel que hoje abriga o museu serviu de moradia para os engenheiros chefes da Estrada de Ferro Sorocabana. O MEFS foi inaugurado em 1997 e reúne um rico acervo com mobiliário, peças, documentos e fotos da Estrada de Ferro Sorocabana.
 
O museu está localizado na Rua Álvaro Soares, 553, no Centro, no Jardim Maylasky. O espaço funcionará de terça a sábado, das 9 horas às 16h30, e a entrada é gratuita. Mais informações pelo telefone (15) 3231.1026 ou e-mail mefs@sorocaba.sp.gov.br
 
SOBRE - A exposição do Museu da Estrada de Ferro Sorocabana conta a história da ferrovia, passando por personagens históricos, pela expansão da ferrovia e pela inauguração das estações.
 
O público poderá conferir uma sala dedicada ao pioneirismo da Sorocabana, abordando a criação do Curso de Ferroviários e a abertura das oficinas da Sorocabana. “A Sorocabana foi a precursora do Senai. Aqui as pessoas podem conferir uma maquete de madeira feita por alunos da oficina, na década de 1950, para que eles aprendessem como era construído um vagão”, conta a museóloga Daniella Moreira, da Secretaria da Cultura.
 
Outro espaço que o visitante poderá conhecer é a Sala das Curiosidades da Estrada de Ferro Sorocabana, com objetos de época, relógios, máquinas de calcular e de escrever, telégrafo, escafandro, teodolito e balança de precisão.
 
Já a Sala das Estações da Sorocabana abriga uma bilheteria datada de 1900 e fotos das estações de Mairinque, Itapetininga e Itararé, além de uma maquete da Estação Ferroviária de Sorocaba. “A de Mairinque é muito moderna, ganhou até prêmio internacional”, explica a museóloga.
 
No subsolo do casarão que abriga o MEFS, o público encontrará um dos primeiros cofres utilizados na Estrada de Ferro Sorocabana, de 1875, fabricado em aço e importado da Alemanha. No local, também há um apito de bronze usado em máquinas a vapor, controle de tração de bonde, medidor de eletricidade, chave de força, velocímetro de máquina a vapor, para-raios para telefone, miniaturas de carros de passageiros e vagões de carga e um triciclo de linha utilizado pelo guarda-fio em suas inspeções na manutenção elétrica.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar