Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Indústrias da região contratam 150 em janeiro Em todo o Estado, foram 2,5 mil postos de trabalho a mais

Publicada em 21/02/2015 às 23:02
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

As contratações tiveram saldo positivo de 0,14% na região no mês de janeiro, segundo o Ciesp (Foto:Arquivo DS/Fernando Rezende)
Os 48 municípios da região de Sorocaba, compreendidos pela Diretoria Regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), fecharam o mês de janeiro com 150 novos postos de trabalho, o que representa um saldo positivo de 0,14%. Em todo o Estado foram 2.500 novas contratações, resultado abaixo da média esperada para este período que, normalmente, costuma ter 4 mil vagas abertas, de acordo com o gerente do Departamento de Pesquisa e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e Ciesp, Guilherme Moreira. Em janeiro de 2014, por exemplo, foram 6.500 contratações no setor. 
 
“A previsão do tempo não é boa para os próximos meses. Quando olhamos para 2015, o empresário tem um leque de más notícias que afetam o planejamento dele”, afirmou Moreira. Algumas das más notícias são os juros elevados, a crise hídrica e energética, o consequente aumento dos custos e o potencial aumento da carga tributária. Nos últimos 12 meses, o acumulado na região de Sorocaba é de -4,52%, representando uma queda de aproximadamente 5.600 postos de trabalho. 
 
O índice do nível de emprego industrial na região foi influenciado pelas variações positivas dos setores de Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios, de 1,54%; Veículos Automotores e Autopeças 0,77%; Produtos Químicos 1,20% e Produtos de Borracha e de Material Plástico 0,81%. No Estado, dos 22 setores avaliados pela pesquisa, 13 informaram contratações, seis anotaram demissões e três ficaram estáveis. 
 
A indústria de produtos de borracha e de material plástico contratou 1.960 novos funcionários, seguida pelo setor de preparação de couros e fabricação de artefatos de couro, artigos para viagem e calçados, com 1.105 admissões. Já a indústria de confecção de artigos de vestuário e acessórios destacou-se no campo das demissões do mês com o fechamento de 1.152 postos de trabalho; enquanto o segmento de produtos de minerais não metálicos demitiu 988 funcionários. O setor de açúcar e álcool fechou 353 vagas no primeiro mês do ano, o equivalente a uma queda de 0,01%.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar