Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Novo diretor do Deinter 7 quer reestruturar a Dise José Aparecido Sanches Severo vai reabrir a unidade para combater o tráfico de drogas

Publicada em 16/01/2015 às 12:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O novo diretor do Deinter 7, José Aparecido Sanches Severo (Foto: Fernando Rezende)
O novo diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior do Estado de São Paulo (Deinter-7), delegado José Aparecido Sanches Severo, anunciou na manhã de ontem, durante coletiva de imprensa em Sorocaba, que pretende reestruturar a Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) e melhorar a gestão da especializada. “Estamos hoje com um déficit de investigação sobre o tráfico de drogas, devido à falta de recursos humanos para manter a delegacia. É necessário estabelecer uma gestão para reestruturarmos melhor a Dise”. 
 
A última grande operação realizada pela Dise foi agosto de 2013, mesmo ano em que a uma operação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e da Polícia Militar desbaratou um esquema de corrupção, envolvendo três policiais civis da unidade especializada, envolvidos com integrantes da facção Primeiro Comando da Capital (PCC). Desde então, a Dise está inoperante; entretanto Severo disse que pretende retomar os trabalhos. 
“Eu vou estudar com carinho o retorno das atividades, mas preciso fazer uma análise melhor, porque o trabalho do setor é importante, mas complicado. No passado, alguns policiais não se adaptaram. Isso será estudado.” 
 
O novo diretor também ressaltou que quer mapear a cidade e conhecer a área, para saber os desafios que deverá enfrentar daqui para frente. Um deles é oferecer um atendimento mais rápido à população, durante a elaboração dos boletins de ocorrência. “Tenho um desafio pela frente e pretendo trabalhar com mais celeridade e eficiência. Hoje, muitas pessoas chegam muitas vezes fragilizadas às delegacias e são, muitas vezes, obrigadas a ficar horas e horas esperando para ser atendidas. O ideal é oferecer um serviço mais rápido para elaborar as ocorrências.” 
 
Severo disse também que esse atendimento será otimizado com o aumento de delegados e investigadores para a região. Segundo ele, um concurso está em andamento no Estado, com aproximadamente 3 mil vagas para a Polícia Civil, 800 vagas para escrivães e cerca de 1,5 mil vagas para investigadores, na região do Deinter 7. Para delegados, serão 130 vagas. Destas, o diretor pretende que 50 sejam selecionadas a Sorocaba. 
 
INTEGRAÇÃO – A integração das polícias Militar e Civil foi outro assunto debatido durante o encontro na manhã de ontem, que ocorreu na sede do Deinter 7, em Sorocaba. O delegado José Aparecido Sanches Severo acredita que o diálogo entre as duas organizações deverá ocorrer com solidariedade. “Tudo o que deve ser bom para a população é o bem comum entre a Polícia Civil e a Militar. A integração delas é um objetivo a ser tomado. A somatório pode incluir também o Ministério Público (MP). A Guarda Civil Municipal também tem oferecido um bom trabalho à sociedade." 
 
Severo também disse que pode haver mudanças dentro de sua equipe de atuação no Deinter 7, que abrange as regiões de Sorocaba, Avaré, Botucatu, Itapetininga, totalizando 78 cidades. “Ontem (quarta-feira), fiz minha primeira reunião com os delegados seccionais. Estou analisando uma mudança no quadro estrutural da minha equipe. Acho que, quanto mais profissionalismo tiver, melhores resultados apresentaremos. Esse é meu perfil. Quem trabalhar comigo deverá se adaptar à minha forma de gestão e estar comprometido. Vou chamar todos os delegados novamente para esclarecer furtos e roubos de veículos, que têm sido um dos crimes com maior incidência na região. Temos de combater para que não aconteça mais. Ajustar as sintonias é o meu foco.”
 
HOMICÍDIOS – O aumento no número de homicídios em Sorocaba também foi comentado pelo novo diretor. Segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), em Sorocaba os crimes desta natureza aumentaram 58% em 2014. Na cidade, foram registrados 85 assassinatos no ano passado, número maior que em 2013, que chegou a 59. Na região do Deinter 7, foram contabilizados 242 homicídios em 2013, e em 2014 o número subiu para 257. 
 
“Se analisarmos a taxa do departamento, estamos com 8,56 homicídios para cada 100 mil habitantes, taxa considerada abaixo da meta recomendada pela ONU (Organização das Nações Unidas). Já Sorocaba está com 13,9 mortes para cada 100 mil habitantes, o que ultrapassa a meta. É um número considerado alto. Estes crimes estão atrelados, em sua maioria, ao tráfico de drogas. Por isso é necessário que melhorem as blitzes e os patrulhamentos policiais para que esses índices caiam na cidade”, ressaltou. 
 
CURRÍCULO - José Aparecido Sanches Severo, 57 anos, é delegado de polícia desde 1986 e já atuou em Juquitiba, Taboão da Serra, Embu, Cotia e Itapecerica da Serra. Mais recentemente, atuou como diretor do Deinter 7, na região de Araçatuba. Trabalhou por muitos anos em delegacias de polícia da zona leste de São Paulo, nos bairros de São Miguel Paulista, Vila Matilde e Vila Prudente, e também foi titular da 7ª Delegacia Seccional (Itaquera).
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar