Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Tabela antiga do IPI ainda é mantida na cidade Com as alterações, preço de automóvel pode aumentar em R$ 2 mil

Publicada em 14/01/2015 às 01:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O governo espera arrecadar até R$ 5 bilhões a mais com o imposto (Foto: Arquivo/Fernando Rezende)
O aumento na taxa do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para automóveis, que está valendo desde o dia 1º, ainda não entrou nas tabelas de algumas concessionárias de Sorocaba. Estabelecimentos permanecem com valores do ano passado para tentar esvaziar o estoque do último mês de 2014. Com a nova norma, carros com motor de até 1.0, o tributo em vigor passa a ser de 7%, no lugar dos 3%; já veículos com motor entre 1.0 e 2.0 flex, a alíquota – valor fixo – do IPI aumentou de 9% para 11%. 
 
Automóveis com o mesmo tipo de motorização, mas movido à gasolina, o valor fixo era de 10%, contudo, com a alteração, passou para 13%. Veículos com motor maior que 2.0 e 2.0 flex não houve desconto, mantendo-se em 18% e 25%, respectivamente. Já os de utilitários, foram alterados de 3% para 8%. Assim, as montadoras vão voltar a pagar a alíquota cheia do IPI para automóveis, que ficou reduzida de maio de 2012 até o último dia de 2014. O governo espera arrecadar até R$ 5 bilhões a mais com o imposto em 2015 na comparação com o ano passado.
 
A indústria deve repassar o aumento do imposto para os preços, mas, oficialmente, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) afirma que a decisão é individual - cada empresa vai definir a data e o aumento do IPI que repassará aos preços finais dos veículos. Ainda segundo a Anfavea, o repasse integral do imposto resultaria em aumento de 4,5% nos automóveis 1.0. 
 
Conforme Jorge Paez, vendedor em uma concessionária localizada na Vila Rica, zona leste de Sorocaba, a loja mantém a tabela de dezembro porque ainda tenta vender o que está no estoque daquele mês. Ele ressalta que os valores antigos devem ser mantidos até a venda total dos veículos. O comerciante afirma que, mesmo com o anúncio antecipado das mudanças nas taxas, a procura de clientes no estabelecimento foi “tímida”, antes de a norma entrar em vigor. 
 
Paez adianta que a empresa responsável pela concessionária ainda não informou as mudanças que serão adotadas, contudo garante que nesta semana os valores já serão passados, sem previsão de alterar tabelas. De acordo com o vendedor, com os novos valores, o preço de um carro pode sofrer acréscimo de até R$ 2 mil. O gerente de uma outra concessionária da cidade, Witerley Filho, também afirma que o estabelecimento mantém a tabela antiga do IPI. Ele adianta que a nova norma deve começar a valer para os veículos a partir do dia 15 deste mês. Ressalta, ainda, que a procura teve um aumento significativo, por parte de clientes, devido a não alteração nos valores. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar