Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Arbitragem se reúne visando à Copa Brasil sub-15

Publicada em 10/01/2015 às 00:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Este ano de 2015 começou para a arbitragem de Sorocaba e região, oficialmente, nesta quinta-feira, dia 9 de janeiro, com a reunião anual da ASA (Associação Sorocabana de Árbitros, realizada no Aquário Cultura, em Votorantim. O tema central foi a Copa Brasil Infantil, evento em sua vigésima edição, que começa no próximo dia 15, com a presença de 16 equipes de todo o País.
 
O encontro discutiu normas de atuação e comportamento dos árbitros, assistentes e anotadores dentro e fora dos campos durante a Copa Brasil Infantil. Segundo o diretor de árbitros da ASA, Eliseu Sentelhas, a meta é sempre padronizar e manter a boa qualidade da arbitragem, que é um dos pontos elogiados pelos visitantes durante a competição.
 
"Temos por meta nestas reuniões de início de ano, esclarecer junto aos nossos árbitros, assistentes e anotadores, dúvidas, regras e fixar e normatizar padrões de comportamento seja no decorrer das partidas, ou fora dela", disse Sentelhas.
 
Além de Eliseu Sentelhas, diretor da ASA, estiveram presentes, João Gomes, diretor da Liga Sorocabana, Thallison e Gemerson de Camargo, envolvidos diretamente com a organização do torneio, e Guilherme Ceretta, da Sedesp (Secretaria de Esportes) de Votorantim. Mais de 50 pessoas, entre árbitros, assistentes e anotadores, participaram do encontro.
 
Segundo Sentelhas, trabalharão na Copa Brasil Infantil, que abre a temporada, antes dos campeonatos municipais dirigidos pela ASA - em Sorocaba, Votorantim, Piedade, Salto de Pirapora, Araçoiaba, Tatuí e outras cidades da região - 80 pessoas, 30 delas árbitros, 30 assistentes e 20 anotadores.
 
Uma das novidades, que, segundo a ASA, é encarada como melhoria, é o fim da prorrogação nos chamados "jogos mata-mata". "Além dos jogadores, em todos os sentidos, essa mudança preserva o árbitro, física e emocionalmente", explicou Sentelhas. 
 
Para os anotadores, a novidade é uma súmula mais simplificada, que tem como modelo a usada em competições da CBF, como Brasileirão e Copa do Brasil. Simplificada, mas que exigirá mais atenção dos anotadores. Se der certo, a Sedesp Votorantim poderá passar a usar esse modelo para seus torneios durante o ano, segundo informou Guilherme Ceretta.
 
A fim de agilizar os trabalhos dos anotadores, a ASA sugere que os assistentes auxiliem, buscando, bem antes das partidas, as escalações das equipes, os onze que entram em campo, os reservas, dez no máximo, e quem ficará no banco de reservas. Das dez pessoas da delegação inscritas, apenas cinco poderão ficar no banco, mas a opção dos escolhidos é do clube.
 
Sentelhas destacou, por fim, que a meta é sempre fazer uma arbitragem educativa numa competição sub-15, mas que os árbitros e assistentes têm de ficar atentos e apitar cada jogo como fosse uma final de campeonato, e como um jogo como esse exige.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar