Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Plano Municipal pela 1ª Infância deve ser apresentado até agosto

Publicada em 08/01/2015 às 12:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPI) de Sorocaba, que contém orientações para os próximos 12 anos sobre a ação do governo e da sociedade civil na defesa, promoção e realização dos direitos das crianças de zero a seis anos de idade, deve ser apresentado até o mês de agosto. Conforme divulgado pela Prefeitura, durante o ano de 2014 a Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio da Coordenadoria da Criança e do Adolescente, responsável pelo PMPI, iniciou o processo de elaboração do documento. 
 
Foi indicado um coordenador das ações de efetivação do PMPI e criado o Comitê Municipal pela Primeira Infância, com representantes do Serviço de Acolhimento Institucional, do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, das Universidades e Institutos de Ensino Superior (IES), e das entidades que atendem a crianças com deficiências e da Associação de Pais e Mestres (APM). Também foi formada uma comissão municipal de elaboração e acompanhamento do PMPI, com representantes de todas as secretarias municipais e do Fundo Social de Solidariedade (FSS), do poder público e da sociedade civil.
 
“O prefeito Antônio Carlos Pannunzio assumiu o compromisso com a elaboração e efetivação do Programa de Metas do Município pela Primeira Infância e pretende articular e ampliar as ações realizadas pelas secretarias municipais e o Fundo Social para a promoção do desenvolvimento integral de crianças de 0 a 6 anos de idade”, destaca a professora Maria Inês Moron Pannunzio, presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS). Além disso, a Comissão passou a estudar e discutir as ações finalísticas, que são as temáticas apresentadas no Plano Nacional pela Primeira Infância. 
 
A partir do entendimento delas, foi possível pensar e pontuar as proposições para o Plano de Sorocaba. As ações estudadas foram estas: Saúde, Educação Infantil, Família e a Comunidade da criança, Assistência Social, Crianças e suas Famílias, Atenção à Criança em situação de vulnerabilidade, o Direito do Brincar, a criança e o Espaço, Atendendo à diversidade, Enfrentando as violências contra as Crianças e Assegurando o documento de cidadania. Para este ano, a proposta é fazer o diagnóstico da cidade referente a essas ações, ou seja, levantar e analisar os principais problemas que atingem a primeira infância na cidade, fornecendo, assim, informações que ajudema a consolidar a elaboração do plano municipal.
 
A partir daí, o diagnóstico será apresentado para o conhecimento e contribuições dos Grupos de Trabalho, criados na Oficina sobre o Plano em julho de 2014, e para toda a comunidade. Após essa apresentação, novas propostas poderão ser incluídas para que o texto do Plano seja redigido de forma simples e objetiva. “A intenção é que o lançamento do Plano possa acontecer dentro da Semana da Cidadania, em agosto de 2015”, afirmou Marilene de Oliveira, da Coordenadoria da Criança e adolescente e Coordenadora do Comitê Municipal pela Primeira Infância.
 
O marco final do Plano Nacional – 2022 é o ano do bicentenário da Independência, data que merece um panorama de vida e desenvolvimento mais justo para todas as crianças. “Viver a primeira infância com plenitude é um direito de toda criança cujo cumprimento depende da decisão, do compromisso político e ético, e do persistente empenho do Governo e da sociedade”, salienta Marilene, citando trecho do documento Nacional da Primeira Infância.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar