Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Obras do Novo Hospital Regional começam em janeiro Governador entrega novas marginais da Raposo Tavares

Publicada em 30/12/2014 às 00:12
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

As obras de duplicação ficaram em R$ 35 milhões e levaram oito meses para a conclusão (Foto: Fernando Rezende)
O governador reeleito do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), esteve em Sorocaba, na manhã desta segunda-feira (29), quando entregou os novos seis quilômetros de vias marginais da Rodovia Raposo Tavares (SP 270), entre os quilômetros 92 e 95, e o novo prédio do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran), instalado no Jardim Leocádia. Na ocasião, informou que as obras do novo Hospital Regional da cidade começam em janeiro. Ele disse que a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) deve dar licença para a instalação em 15 dias e a obra deve ser concluída em 36 meses (janeiro de 2018), com 250 leitos, com 90 destinados à Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
 
A assinatura do contrato com o consórcio vencedor da licitação, formado pelas empresas Construcap CCPS Engenharia e Comércio S/A, foi no início de outubro. O terreno de 37 mil metros, que foi doado à Prefeitura, está localizado na rodovia Raposo Tavares, altura do quilômetro 106. O investimento no complexo será de R$ 248,4 milhões.
 
MARGINAIS - Com investimento de R$ 35 milhões, as obras das novas marginais da Raposo Tavares levaram oito meses para ser concluídas e completada a construção das pistas auxiliares já entregues, do quilômetro 95 ao 105. Ainda haverá estudos para verificar se haverá necessidade de radares fixos no trecho. Conforme a assessoria da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o procedimento do usuário será avaliado, mas adiantou que o limite de 70 km/h é o ideal para a região. Segundo Alckmin, o trecho entregue ontem atrai grandes empresas e dará acesso ao novo hospital regional. 
 
Questionado sobre ações do governo do Estado em relação à rotatória existente sob o viaduto da Raposo Tavares, próximo ao Shopping Panorâmico, conhecido como Trevo da Morte, o governador disse que se trata de uma obra municipal e que a Artesp vai analisar para que se possa dar os auxílios necessários. Sobre as obras de duplicação da Rodovia João Leme dos Santos (SP 264), que dá acesso a Salto de Pirapora (SP), Alckmin explicou que, para a continuidade do trabalho, é preciso resolver 49 processos de desapropriação e garantiu que 13 já foram solucionados. “Vamos acelerar para que seja concluído o mais rápido possível. As cidades crescem muito e ainda mais Sorocaba, que é campeã em desenvolvimento e tem muita obra urbana, sempre tem problemas com desapropriações.” 
 
Já a assessoria da Artesp salienta que, atualmente, há 29 áreas que estão em negociação para desapropriação e em alguns casos envolve trâmite judicial porque o proprietário não tem escritura da propriedade. A ampliação da marginal da Raposo Tavares terá prolongamento, em aproximadamente, um quilômetro na pista no sentido da Capital, na altura do quilômetro 106, próximo à Arena Multiúso. As obras têm previsão de início para janeiro de 2015.
 
Ele salientou que a Raposo Tavares está duplicada até Itapetiniga (SP), mas ressaltou que a “grande obra” será a duplicação daquela cidade a Ourinhos (SP), com trechos de terceira faixa, acostamentos, passarelas e obras de arte. Já a duplicação do quilômetro 47,5 ao 70,7 da Rodovia Convenção Republicana Waldomiro Correa de Camargo (SP 79), que liga Sorocaba a Itu, orçada em R$ 131 milhões, tem 69 processos de desapropriação – um total de R$ 70,7 milhões em desapropriações, com R$ 40 milhões já pagos, segundo Alckmin. Segundo o tucano há previsão de que a pista seja liberada em 120 dias. Já para Salto (SP), ele anunciou a construção de uma ponte sob o rio Jundiaí e outra sob o rio Tietê, e a duplicação do trecho que liga as duas passagens. 
 
Alckmin ressaltou o projeto para o trem de média-velocidade, na parte oeste-leste, que deve ligar Sorocaba ao Vale do Paraíba e integrar o Programa Intercidades, depende de autorização do governo federal para a utilização da área das redes ferroviárias, que já solicitou que encaminhamento de todos os projetos. “Já encaminhamos. Se eles autorizarem, eu propus à presidente Dilma Rousseff um entendimento. O governo federal também pode entrar junto.” Ele sustenta que, com a união, o custo de desapropriações pode chegar a zero e viabilizar o setor privado. “Estamos mandando tudo para o governo federal e, se eles aprovarem, lançamos o edital da PPP (Parceria Público-Privada) e está tudo preparado.”
 
NOVO PRÉDIO DO DETRAN – No novo prédio do Detran, que também atenderá à região, de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas, e nos sábados, das 7 às 13 horas, o usuário poderá regularizar documentos. Segundo Alckmin, desde ontem, a prova teórica, exigida para liberação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), já está sendo feita no imóvel, de forma computadorizada e com resultado imediato. A otimização do tempo para a retirada da CNH também foi levado em conta, com redução de cinco dias para que o motorista tenha o acesso. O departamento conta, ainda, com ampliação de serviços eletrônicos, passando de três para 21 atendimentos online. 
 
POSTO DE LIPPI – Embora tenha dito que a ocasião não seria a formal, Alckmin salientou que o deputado federal eleito por Sorocaba, Vitor Lippi (PSDB), tem todas as condições para assumir uma pasta do governo estadual. “O secretariado ainda não está completo, mas no momento certo será anunciado todo o secretariado.” 
 
RESPONSABILIDADE – O prefeito Antônio Carlos Pannunzio (PSDB) disse que a entrega do trecho duplicado da Raposo Tavares vai permitir uma ligação com bairros próximos, aumentando a segurança para quem trafega pela via expressa. Ele reforçou, ainda, pontos do Plano Diretor, como a ampliação de 150 metros de área de proteção permanente no rio Sorocaba e mais 100 metros de zona de proteção ambiental. Afirmou também que já está sendo concluída a concessão para que uma empresa retire areia da margem direita do rio Sorocaba. “Teremos um Parque das Águas dos dois lados do rio.” 
 
Sobre o Serviço de Verificação de Óbito, Pannunzio afirmou que entrou com uma ação para obrigar o governo do Estado a se responsabilizar pelo caso. “Isso é competência do Estado. O juiz deu liminar e um prazo de dez dias para retomarem. O Estado tem de fazer, são 72 municípios, não apenas Sorocaba.” Por meio de assessoria, a Secretaria de Saúde do Estado, informou que ainda não foi notificada sobre a decisão judicial. A liminar foi expedida no dia 17 deste mês.
 
Alckmin alertou, ainda, sobre o deslizamento de terra na Rodovia Rio-Santos, entre os quilômetros 145 e 147, no município de São Sebastião, litoral de São Paulo, que opera com meia-pista. Ele afirma que todas as providências já estão sendo tomadas pelo Departamento de Estradas e Rodagens (DER) para que seja feito um escoramento na pista, contudo não estabeleceu prazo para a liberação da outra parte da via, porque precisará de obras de segurança. O tucano recomenda aos turistas que vão passar o Réveillon naquela parte do litoral e vão usar do trecho, que trafeguem pela Rodovia Mogi-Bertioga. Já sobre a estiagem que assola os reservatórios de algumas regiões da Capital, ele afirmou que o governo do Estado tomou todas as medidas diante da “maior seca do século”, como classificou. “Nós interligamos os sistemas. O Cantareira respondia com 33% da Região Metropolitana de São Paulo, hoje, responde com 17%. Substituímos o Cantareira e estabelecemos o bônus para população.”  
 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar