Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Depois de décadas, Tatuí leiloa carros abandonados da frota municipal Resultado das vendas superou as expectativas e arrecadou R$ 112 mil a mais

Publicada em 01/05/2014 às 02:56
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Mais uma etapa na revitalização do Mangueirão, sede da Secretaria de Infraestrutura, Meio Ambiente e Agricultura, foi concluída na semana passada. Depois de décadas, passados pelo menos três administrações e prefeitos diferentes, foram finalmente leiloados os carros e veículos pesados que ao longo dos anos, sem manutenção, acabaram se transformando em ferro-velho. O pregão aconteceu no último dia 24 e superou as expectativas da própria Prefeitura de Tatuí. 

Ao todo, 31 itens entre veículos e sucata ferrosa foram oferecidos, dos quais 28 foram arrematados. O valor inicial da avaliação do lote completo era de R$ 44,9 mil, mas o resultado final arrecadado foi de R$ 156,9 mil. O leilão teve ampla divulgação inclusive em sites e jornais especializados voltados aos comerciantes de reciclagem em diversas cidades do estado. 

Entre os itens arrematados, dois Gols 1.0 ano 2005, uma Kombi 1991, uma ambulância Mercedes 1995, uma Besta Kia 2000, um caminhão Mercedes 1995, um Ômega 1993, uma Kombi furgão 1994, uma Kombi 1994, um Corsa Wind 1997, uma Pampa 1989, uma Pampa 1991, um Ásia Motors 1998, duas pá-carregadeiras Caterpillar 1982, uma retroescavadeira Case 1985, um trator Caterpillar 1992, um trator Yanmar 1989, um caminhão Chevrolet D 60 1982, um caminhão Mercedes LK 1983, um caminhão Volkswaguem  VW 11.140 1989, um caminhão Ford 14000 1991, um micro-ônibus Mercedes 1993, um caminhão Ford Cargo ano 1984, uma retroescavadeira Massey Ferguson ano 1990, um rolo compactador Muller ano 1976, uma motoniveladora Caterpillar modelo 120B, um lote contendo caçambas para caminhões, uma vaca mecânica e cinco geladeiras e um lote contendo apenas sucata ferrosa mista, fruto de vários carros deteriorados. Porém, três lotes não foram arrematados. Devido às péssimas condições, os veículos servem apenas como material ferroso e devem ser novamente leiloados: uma Toyota Bandeirantes 1978, um caminhão Mercedes LK 1983 e um Chevrolet D60 ano 1980.

A ação, segundo a Prefeitura, não teve qualquer custo aos cofres municipais. São os próprios compradores que custeiam 5% do valor da compra à empresa especializada responsável pelo leilão. Os veículos começam a ser retirados do pátio na próxima semana. O recurso permitirá uma nova etapa na revitalização do Mangueirão. O prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, tratou a conquista como histórica já que o problema vinha se arrastando há décadas sem resolução efetiva. Ele creditou o sucesso ao trabalho efetivo de três ex-secretários municipais, que realizaram o planejamento Alexandre Batiston Faciolli, José Roberto do Amaral e Marcos Rogério de Campos Camargo, Marcos Quadra. “Foi uma ação realizada logo nos primeiros dias de nosso mandato e que agora se efetiva, fruto de um projeto que colhe conquistas a cada dia. Estamos colocando Tatuí nos trilhos fazendo, como propusemos na campanha, uma cidade melhor ainda.”

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar